Produtores de álcool vão ter que explicar aumentos no preço do etanol

Produtores de álcool vão ter que explicar aumentos no preço do etanol

A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) vai notificar os produtores de álcool que abastecem o mercado de João Pessoa para que expliquem os sucessivos aumentos do combustível nos postos da Capital. Pesquisa comparativa de preços realizada nesta terça-feira (12) verificou que 34 estabelecimentos elevaram o preço do litro do produto, 44 mantiveram e oito reduziram.

O menor preço do etanol (R$ 2,649) é encontrado no posto SIM (Água Fria) e, o maior (R$ 3,149) no posto JR (Manaíra). O secretário do Procon-JP, Helton Renê, afirma que o preço do álcool está com elevações alarmantes e isso é também uma interferência na alta do preço da gasolina porque o produto é composto por 27% de álcool.

“Todos nós já percebemos que o preço do álcool vem subindo desmedidamente, já quase alcançando a gasolina. Não descartamos uma ação mais forte, inclusive com a participação do Ministério Público Estadual, contanto que demos um basta a esses aumentos assustadores”, afirmou Helton Renê, acrescentando que o levantamento de preços foi realizado em 102 postos em atividade na Capital.

Gasolina – Quanto à gasolina, 53 postos aumentaram o preço, cinco a menos que na última pesquisa realizada no dia 29 de dezembro de 2015. Cinco baixaram e 03 mantiveram o valor do produto no levantamento de preço atual. O menor preço (R$ 3,570) foi encontrado no Posto Boa Viagem (Distrito Industrial) e o maior (R$ 3,899) ficou com o posto América (Varadouro).

Diesel e GNV – O litro do óleo diesel teve aumento de preço em 28 postos, dois reduziram e 22 mantiveram, com o menor preço (R$ 2,779) praticado no posto Extra (Bairro dos Estados) e o maior (R$ 3,099) no posto Automix (Torre). O preço do gás natural veicular (GNV) se manteve em todos os 12 postos que revendem o produto, com a média de preço de R$ R$ 2,396.

 

 

 

G1