PRF e Depen têm 2.140 vagas programadas com salários de até R$ 7 mil

PRF e Depen têm 2.140 vagas programadas com salários de até R$ 7 mil
As oportunidades para quem deseja trabalhar na área da Segurança Pública federal não irão se limitar ao concurso prestes a ser aberto pela Polícia Federal (PF). Para o ano que vem, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) já planejam concursos com oferta total de até 2.140 vagas em cargos dos níveis médio, médio/técnico e superior, com remuneração inicial variando de R$3.521,84 a R$6.791,25. Os pedidos de autorização estão em análise no Ministério do Planejamento.
Para a PRF, o pedido é de 1.500 vagas de policial rodoviário federal, cargo cujo requisito é o ensino superior completo em qualquer área, além da carteira de habilitação, na categoria B ou superior. Atualmente, a função proporciona ganhos iniciais de R$6.791,25, incluindo o auxílio-alimentação, de R$373. Porém, já há reajuste previsto para janeiro do próximo ano, com o valor passando a ser de R$7.092,91, também com o auxílio. A oportunidade deverá ser para lotação, preferencialmente, nas regiões de fronteira, o que abrange os estados do Acre, Amazonas, Rondônia, Roraima, Pará, Amapá, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
No caso do Depen, a maior parte das vagas solicitadas, 604, são para agente administrativo, para o qual a escolaridade exigida é o ensino médio completo. Para esse também é preciso ter a carteira de habilitação B ou superior. A remuneração é de R$5.164,58 no início da carreira, também com o auxílio-alimentação já incluído. As outras 36 vagas são para a área de assistência penitenciária, que de forma geral são para funções na área de Saúde, sendo 14 para técnico (médio/técnico e R$3.521,84) e 22 para especialista (superior e R$5.022,60). As chances serão para lotação nas unidades penais federais de segurança máxima do Depen (são quatro, localizadas em em Porto Velho/RO, Mossoró/RN, Catanduvas/PR e Campo Grande/MS) e na sede do órgão, em Brasília.
Além disso, já está sendo construída uma quinta unidade prisional, em Brasília, e por isso, a expectativa é que sejam autorizadas pelo menos 250 vagas de agente para a nova seleção. Esse é o quantitativo considerado ideal para o funcionamento de cada unidade. Os processos que tratam dos pedidos de concurso para ambos os departamentos foram cadastrados em maio deste ano no Ministério do Planejamento e ainda encontram-se em estágio inicial de avaliação. A abertura dos dois concursos em 2015 dependerá ainda da nomeação de todos os aprovados nos últimos concursos de PRF e Depen, concluídos este ano.
 

Folha Dirigida