Prestação de Contas de Hugo Motta mostra origem dos recursos de empreiteiras “do Lava Jato”

Prestação de Contas de Hugo Motta mostra origem dos recursos de empreiteiras “do Lava Jato”

O deputado federal Hugo Motta (PMDB), presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito que vai investigar os desvios de dinheiro da Petrobras através de pagamento de propina por empreiteiras a diretores da empresa, informou desconhecer a origem dos recursos que foram doados para sua campanha por duas empreiteiras investigas pela Operação Lava Jato. Porém, na sua prestação de contas de campanha, a origem dos recursos é apontada e confirma que o deputado recebeu dinheiro da Construtora Andrade Gutierres e da Odebrechet.

 

Hugo Mota teve cerca de R$ 455 mil (61%) dos R$ 742 mil de sua campanha custeados indiretamente por duas empreiteiras suspeitas. Ele recebeu R$ 255 mil da Andrade Gutierrez via diretórios estadual e nacional do PMDB e por um repasse da campanha do candidato a deputado estadual Nabor Wanderley Nóbrega Filho (PMDB-PB), seu pai. Outros R$ 200 mil vieram da Odebrecht, repassados a Motta pela direção nacional do PMDB. O deputado disse desconhecer as doações.

 

O deputado disse desconhecer as doações e que elas vieram através da direção nacional do PMDB, mas na prestação de contas de sua campanha, está clara a informação de que os recursos foram repassados pelo Diretório Nacional do PMDB, mas são originários das Construtoras. 

 
 


Marcos Wéric