Presos suspeitos de participação em grupo especializado em clonar cartões de banco

Presos suspeitos de participação em grupo especializado em clonar cartões de banco

A Polícia Civil prendeu em flagrante na tarde desta sexta feira (09) dois suspeitos de integrarem grupo especializado em clonagem de cartões de crédito e de informações bancárias. Jonas Felinto Moura da Silva, 31 anos, e seu irmão Constalino Moreira da Silva, 33, foram presos em uma residência situada no bairro de Mangabeira, João Pessoa.

De acordo com Delegacia de Defraudações de João Pessoa (DDF) e a Delegacia Geral de Polícia Civil – Degepol, que agiram em conjunto, o grupo tem atuação em todo o país. A associação criminosa  seria responsável por diversas fraudes na aquisição de produtos eletrônicos pela internet, como tablets, smartphones, e teriam feito centenas de vítimas. O prejuízo estimado é superior a R$ 100 mil.

Os fatos foram descobertos após denúncia feita na DDF, na manhã desta sexta feira, por uma das vítimas do grupo, que está sendo cobrada pela aquisição indevida de produtos eletrônicos (quatro smartphones) em seu nome.

A polícia investigou e identificou em poucas horas o endereço de entrega das mercadorias, monitorando o local e os suspeitos, abordando-os no momento em que três celulares eram entregues na residência dos suspeitos. Foram apreendidos diversos produtos sem origem comprovada, possivelmente adquiridos da mesma maneira, com o uso indevido de cartões de crédito.

A polícia descobriu, ainda, a identificação de um dos principais fornecedores do grupo. Trata-se de um perfil social do estado do Rio de Janeiro, Francisco Aprovações, responsável por adquirir produtos eletrônicos em diversos sites nacionais, e repassar para membros da associação em todo o país.

O suspeito Jonas Felinto foi autuado pelos crimes de estelionato, receptação e associação criminosa. Já Constalino Moreira deve responder em liberdade, pela ausência de provas contra ele.

 

Click PB