Preso diz que paga R$ 3 mil a advogado para deixar prisão: 'Quando sair vou começar a matar', ameaça

Preso diz que paga R$ 3 mil a advogado para deixar prisão: 'Quando sair vou começar a matar', ameaça

Genilson Santos da Silva foi preso em flagrante nesta segunda-feira (11) ao tentar roubar uma moto no bairro de Mangabeira em João Pessoa. Ele também é acusado de praticar assaltos na região.

O rapaz e o menor de idade foram levados para a delegacia, onde prestaram depoimento e também concederam entrevista ao repórter Washington Luiz, da TV Arapuan. Sem nenhum sinal de arrependimento, Genilson afirma que vai sair da prisão com ajuda de um advogado e que irá voltar a assaltar e vai começar a matar, "com fé em Deus".

O assaltante disse que já cumpriu pena antes, por roubo, durante 1 ano e 4 meses. Sem constrangimento, ele responde ao repórter que a intenção era levar a moto: "sim senhor, ia tomar na tora".

Tinha consciência que podia ser preso?
"Eu não".
Normal era tomar a moto e ir embora?
"Somente".

Depois Genilson confirma que a intenção era desmontar a moto e usar as peças em outra, para poder andar por aí.

Ta arrependido?
"Eu? To arrependido de nada não, com fé em Deus, daqui a 2 meses eu saio de novo. 3 mil conto para pagar advogado, eu saio de novo."

O assaltante falou para o repórter que nunca matou ninguém e que só cometeu assaltos, mas afirmou que vai mudar de planos.

 

Mas se você pagar advogado e sair, vai voltar a assaltar?
"Eu vou começar a matar. Vou matar, com força"

 

O rapaz é questionado se ele não tem pai e mãe que dão conselhos. Ele diz que sim.

Não tem como você se ressocializar?
"Tem, mas eu vou fazer o que?"

Não pensa em trabalhar?
"Penso"

Você diz que vai matar...
"Mas se dessem uma oportunidade de emprego eu ia"

Genilson ainda disse que pertence a facção "Okaida" e que não dá valor ao grupo "Estados Unidos". "Nós arranca a cabeça".

"Com Fé em Deus, matando e assaltando de novo", disse o jovem ao repórter no fim da entrevista.

 

 

 


Pedro Callado