Preso 5º Policial Militar do Bope suspeito de vazar informações para traficantes

Preso 5º Policial Militar do Bope suspeito de vazar informações para traficantes

O Policial Militar do Batatalhão de Operações Especiais (Bope) Rodrigo Mileipe Vermelho Reis, suspeito de vazar informações para traficantes, foi preso pela corregedoria da Polícia Militar. Ele retornou dos Estados Unidos e se apresentou no Bope, em Laranjeiras, na Zona Sul, na noite de domingo (13), por volta das 22h. De lá, será transferido para a Unidade Prisional da Polícia Militar, em Niterói.

A Operação Black Evil, deflagrada na manhã de sexta-feira (11) pela Polícia Militar e pelo Ministério Público já havia prendido quatro PMs do Bope suspeitos de receber propina de traficantes para repassar informações. Os agentes encontraram R$ 70 mil na casa de Meleipe, que estava fora do país na data.

Segundo a denúncia do MP, entre os meses de agosto e dezembro de 2015, os policiais investigados receberam propina de traficantes de uma facção criminosa em troca de informações sobre operações realizadas pelo Bope nas comunidades Faz quem Quer, Covanca, Jordão, Barão, Antares, Vila Ideal, Lixão, Conjunto de Favelas do Lins e Conjunto de Favelas do Chapadão. O grupo ainda negociava com traficantes armas apreendidas em outras ações para uso da quadrilha.

De acordo com a corporação, Maicon Ricardo Alves da Costa, vulgo Preto 1; André Silva de Oliveira, vulgo Preto 2; Raphael Canthé dos Santos, vulgo Preto 3; Silvestre André da Silva Felizardo, vulgo Corintians; e Rodrigo são suspeitos do crime de corrupção passiva.

De acordo com as investigações, as atividades policiais foram monitoradas 24 horas por dia, durante todos os dias da semana, e vazadas detalhadamente aos criminosos. Os valores recebidos pelos policiais variavam entre R$ 2 mil e R$ 10 mil por comunidade.

 

 

G1