Presidente recém eleito da OAB afirma que eleição 'acabou' e que não haverá vingança

Presidente recém eleito da OAB afirma que eleição 'acabou' e que não haverá vingança

Se dependesse das cidades de Sousa e Cajazeiras, o presidente recém-eleito da OAB da Paraíba, Paulo Maia, não sairia vitorioso do pleito. De todas as seccionais do estado, Maia só perdeu nessas duas. Em Catolé do Rocha, Patos, Campina Grande e João Pessoa ele venceu, enquanto que em Guarabira houve empate.

Apesar do revés nas duas principais cidades do alto sertão, Paulo Maia garantiu, durante participação no programa Olho Vivo da TV Diário do Sertão, que não vai se vingar dos advogados cajazeirenses através de perseguições políticas. Segundo ele, a eleição já é passado e agora é o momento da categoria se unir.

“Quero deixar claro que a partir de hoje não há mais situação nem oposição, há advogados trabalhando para advogados. Dr. Lincoln Abrantes e dr. João de Deus não nos apoiaram, mas fiquem tranquilos que nós vamos trabalhar em parceria porque quem tem que ser beneficiados são os advogados da região de Sousa, de Cajazeiras e do sertão, e nós trabalharemos em regime de parceria. Não haverá, nem de longe, retaliação ou política mesquinha”, afirmou.

Paulo Maia venceu Carlos Frederico em eleição realizada nesta terça-feira (17) com diferença de 444 votos. Logo de cara ele prometeu unir a categoria e acabar com a reeleição na Paraíba.

 

 

 

Diário do Sertão