Presidente eleito: “No PT não cabe quem serve a dois partidos”

Presidente eleito: “No PT não cabe quem serve a dois partidos”

Na manhã desta segunda-feira, 15, o deputado estadual Anísio Maia (PT) comentou, em entrevista a uma emissora de rádio de Campina Grande, seu posicionamento frente à nova direção do Partido dos Trabalhadores.

“No PT não cabe quem serve a dois partidos. Devemos formular nosso próprio projeto partidário, quem estiver em nossas hostes a serviço de outros projetos deve procurar outro lugar”, disse Anísio.

“Em Campina Grande, por exemplo, quem vai presidir o partido é alguém que ocupava um cargo de confiança do PSDB. Pessoalmente, não tenho nada contra o professor Caniello, mas que confiança nós temos de que não irá conduzir o partido para Romero Rodrigues novamente?”, questionou o parlamentar.

Perguntado se defende intervenção, o petista respondeu: “Não haverá uma decisão individual do presidente. Com certeza, medidas serão tomadas a partir das instâncias partidárias e de acordo com o nosso estatuto.”

“Aqueles que me criticam são os mesmos que acreditam que o partido não deve fazer nenhuma autocrítica e que está tudo bem. Não há nenhuma conciliação possível com a política desse pessoal que trouxe o partido para a maior crise de nossa história. Porém, o PT é minha história de vida. Sou fundador deste partido e tenho responsabilidades com ele. Quero mudar o PT e não me mudar do PT”, concluiu.

 

 

 

 

 

Paraibaonline