Presidente do TCE diz que decisão do STF foi um tiro na Lei Ficha Limpa

Presidente do TCE diz que decisão do STF foi um tiro na Lei Ficha Limpa

O Conselho do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) se reúne na manhã desta quinta-feira (11) para discutir a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), na qual candidatos a prefeito que tiveram contas rejeitadas somente pelos tribunais de Contas estaduais podem concorrer às eleições de outubro. De acordo com o presidente do TCE, Arthur Cunha Lima a decisão foi um tiro na Lei Ficha Limpa e que agora ninguém mais será impedido de se candidatar.

“Nós estamos chocados e desanimados com a decisão. Foi um tiro na Lei Ficha Limpa e assassinou junto os tribunais de contas” disparou Arthur Cunha Lima.

O presidente explicou que a reunião é para verificar como vai ficar a situação dos julgamentos já feitos a posição dos prefeitos que já foram condenados. “Isso é uma questão jurídica, vamos vê que tipo de recursos eles não colocar para dizer que não tínhamos competência de julga-los”, ressaltou.

Arthur disse que o Tribunal de Contas não precisa mais fazer julgamento e relatório.  Ele sugeriu até pedir de volta à lista de inelegíveis ou solicitar pela justiça eleitoral os gestores com contas julgadas irregulares. “O que a gente vai fazer agora? Pagar o salário dos servidores e cruzar os braços”, finalizou Arthur. 

 

Click PB