Presidente da Assembleia convoca deputados a discutir leis que atuem em favor da igualdade de direitos para os negros

Presidente da Assembleia convoca deputados a discutir leis que atuem em favor da igualdade de direitos para os negros

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, realizou na manhã desta quarta-feira (13) um pronunciamento sobre o dia 13 de maio, quando é celebrada a abolição da escravatura no Brasil. A fala foi feita durante a abertura da sessão do dia e, além da homenagem, fez uma convocação aos deputados para que legislem em favor da igualdade de direitos para os negros.


Durante seu discurso, Adriano Galdino relatou o período de 300 anos em que o Brasil explorou os escravos trazidos da África. “Apenas há pouco mais de 127 anos os negros foram tidos como detentores dos mesmos direitos que as pessoas de pele clara. Foram séculos de escravidão no Brasil”, pontuou.


E a Casa de Epitácio Pessoa é exemplo para dar ao país na luta pelos direitos da população negra, segundo as palavras do presidente. O deputado referiu-se a Emenda Constitucional número 19, de maio de 2006. “A Assembleia Legislativa da Paraíba é a única no Brasil a especificar direitos diretamente às minorias étnicas em sua Constituição. Em nossa carta magna está assegurado, a estas comunidades, o direto à cultura e à sua organização social. Sua cultura é patrimônio do Estado e a eles está assegurada a proteção e a assistência social”, comentou Adriano Galdino. 


Ao fim do pronunciamento, o presidente da ALPB fez um chamamento aos demais membros do legislativo paraibano para discussão da garantia de direitos à população negra e demais minorias. “Vamos continuar discutindo amplamente na construção pela busca por oportunidades que possam levar nossa gente à cidadania plena e à ampla liberdade”, defendeu o presidente.


 

 

Departamento de Jornalismo
Assembleia Legislativa da Paraíba