Prefeitura do PT usa funcionários e equipamentos para criar sites contra Aécio Neves

 Prefeitura do PT usa funcionários e equipamentos para criar sites contra Aécio Neves

O senador Alvaro Dias repudiou a ação criminosa de pessoas que atuam sob o manto do sigilo oferecido pela internet para destruir reputações, difamar, caluniar, divulgar mentiras e dossiês falsos para alvejar adversários políticos. O senador fez referência à reportagem divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo, que revela a descoberta de que equipamentos e funcionários da Prefeitura de Guarulhos (SP), comandada há 14 anos pelo PT, foram usados para criar páginas com ofensas ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) em redes sociais.

De acordo com a “Folha”, somente a partir da sede da Secretaria de Comunicação Social de Guarulhos as páginas contra Aécio foram manipuladas 81 vezes em 20 dias, informação obtida após os advogados do senador terem entrada com ação na Justiça de São Paulo contra o Facebook e o Twitter, para que eles informassem dados dos responsáveis pelos perfis falsos. Alvaro Dias repudiou a ação e afirmou não se tratar de novidade, já que, em anos eleitorais anteriores, pessoas ligadas ao PT fizeram o mesmo contra outros candidatos do PSDB. O senador disse esperar que a Justiça consiga responsabilizar e punir os responsáveis e disse que esse tipo de ação, além de prejudicar a pessoa ofendida, também enfraquece o processo eleitoral.

“São os porões da política suja, habitados por marginais da fraude. Perfis falsificados na internet para atacar desonestamente. São criminosos nas redes sociais. São os marginais da política que, sem preparo para o debate democrático, sem argumentos para defender a causa que empalmam, lançam mão desse artifício degradante que procura alvejar a honra alheia e permanecer na impunidade em razão da covardia do anonimato, que é o caminho percorrido por esses agentes do mal”, afirmou o senador.