Prefeitura de Piancó zera contracheque de servidor que denunciou irregularidades no Samu

Prefeitura de Piancó zera contracheque de servidor que denunciou irregularidades no Samu
O condutor-socorrista do Samu de Piancó, Maesio Lucena, que denunciou irregularidades no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência do município, teve seu contracheque de dezembro zerado e sofrerá processo administrativo que poderá culminar com sua demissão. 
 
A queixa é da oposição, que atribuiu isso a represaria política do prefeito piancoense contra o servidor municipal, que é concursado e, conforme os vereadores oposicionistas, falou a verdade e tem o direito constitucional de se manifestar.



Maesio Lucena denunciou à imprensa esta semana várias irregularidades no Samu de Piancó, entre as quais precárias condições de trabalho e alojamento dos servidores, direitos trabalhistas não pagos e unidades de atendimento paradas, mas recebendo repasses federais.

O salário de dezembro foi pago nessa quarta-feira, 15, a todos os servidores, mas o denunciante teve o seu pagamento suspenso, apesar de ter trabalhado normalmente o mês de dezembro e também está ameaçado de demissão. Ele vai procurar a Justiça para tentar reaver seu salário e pretende também acionar o judiciário se for demitido.

A oposição pretende levar ao Ministério Público Federal e a Justiça do Trabalho as denúncias do funcionário feitas à imprensa, por considerá-las graves. 

 
folhadovali.com.br