Prefeito pede que bancada não compareça à votação de seu afastamento, diz vereador

Prefeito pede que bancada não compareça à votação de seu afastamento, diz vereador

Os vereadores de Santa Rita devem apreciar nesta terça-feira (27) um pedido de afastamento do prefeito da cidade, Netinho de Várzea Nova. A preocupação do presidente da Câmara Municipal, no entanto, é de que não haja quórum para apreciar a matéria.

“O prefeito pediu para a bancada não comparecer. Todo o problema é em questão do quórum”, afirma o presidente da Câmara, Anésio Miranda. “Eu preciso de 13 votos e o máximo que chegamos foi a 11 votos”, lamenta o vereador.

A Câmara acolheu uma denúncia de que a prefeitura tem cometido irregularidades quanto ao pagamento dos seus servidores. Anésio Miranda elenca os fatos que motivaram o pedido de afastamento do prefeito Netinho. “Não pagamento dos servidores apesar de os recursos virem mês a mês. Não repasse das contribuições patronais e previdenciárias dos servidores. Quanto aos empréstimos consignados, foi descontado o valor nos contracheques e não repassa para a instituição financeira”, ressalta o presidente da Câmara.

A Câmara Municipal de Santa Rita é formada por 19 vereadores e para validar um possível afastamento do prefeito, são necessários pelo menos 13 votos. A maior parte dos vereadores faz parte da bancada de sustentação do atual prefeito, Netinho de Várzea Nova.

Na última sexta-feira (23), começaram a ser efetuados os pagamentos de salários atrasados de algumas categorias de servidores. O Ministério Público da Paraíba ingressou na justiça para interceder pelos servidores com salários atrasados.

 

Click PB