Prefeito é acusado de desviar quase R$ 2 milhões de recursos do Fundeb

Prefeito é acusado de desviar quase R$ 2 milhões de recursos do Fundeb

O prefeito de São Bento, Gemilton Souza (PSB), é acusado de tranferir recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para outras contas da prefeitura com o objetivo de movimentar valores que deveriam ser destinados exclusivamente para a educação. Ele terá de se explicar ao Ministério Público Federal, ao Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE).

A denúncia foi formalizada pelo deputado estadual Jullys Roberto (PEN) que acusa o gestor de transferir quase R$ 2 milhões para contas do ICMS, Fundo Especial, IPVA, e FPM de São Bento.

Em 2015, a administração de São Bento já retirou da conta do Fundeb a quantia de R$ 643.500,00. Os meses referentes a março e abril não foram contabilizados, pois a Secretaria de Administração do município não disponibilizou os extratos.

No ano passado, o prefeito Gemilton Souza teria retirado R$ 857.500,00 da conta destinada para a educação. O mesmo ato ilícito ocorreu em 2013, quando foram subtraídos R$ 489.200.00 do Fundeb de São Bento.

Enquanto isso, alunos da Escola Municipal Joventino Pereira, localizada na zona rural do município, enfrentamsaobentosérias dificuldades para estudar. Tudo por que as aulas estão sendo ministradas ao ar livre, por conta das péssimas condições do prédio.

De acordo com o governo federal, os recursos do Fundeb devem ser empregados exclusivamente em ações de manutenção e de desenvolvimento da educação básica pública e na valorização do magistério.

 

 

 

Paraíba.com.br