Prefeito de Pitimbu recorre e é reconduzido ao cargo menos de 24h após cassação; permanece até o julgamento

Prefeito de Pitimbu recorre e é reconduzido ao cargo menos de 24h após cassação; permanece até o julgamento

Menos de 24h após ser cassado, o prefeito de Pitimbu Leonardo Barbalho (PSD), já foi reintegrado ao cargo. O advogado de defesa, Edésio Souto, entrou com um recurso na zona eleitoral de Alhandra contra a decisão que cassou o prefeito e agora o gestor poderá continuar no cargo até o julgamento.


Souto afirmou que entrou hoje (30) pela manhã com um recurso contra a decisão do juiz Eimar de Lima que afastou o prefeito na tarde desta quarta (29). Para ele o recurso não tem efeito suspensivo e a decisão do juiz teria de ser cumprida imediatamente. O advogado ainda explicou que entrou com uma medida cautelar para suspender os efeitos da cassação e foi atendido pelo juiz Sylvio Porto.


Agora o prefeito continua no cargo até o julgamento do processo que não tem prazo. “Entramos com o recurso hoje, a outra parte ainda vai analisar o processo, mas ele (Barbalho) só sai após o exame do mérito do recurso. Desde ontem quando sua excelência o juiz sentenciou que acreditávamos que reverteríamos, isso tem sido prática do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de manter os gestores até o julgamento. Seria precipitação um afastamento que compromete a administração”, ressalta.


Na tarde de ontem, o juiz Eimar de Lima determinou o afastamento de Barbalho e da vice, Daniela Pereira e a posse imediata do segundo colocado nas últimas eleições para prefeito que aconteceram em 2012.


O motivo do afastamento foi uma Ação de Investigação Eleitoral (AIJ), que tramita na Justiça desde o ano passado denunciando o abuso do poder econômico e a compra de votos com a realização de showmícios por parte do prefeito Leonardo Barbalho.

 
 


Marília Domingues