Prefeito corta na própria carne e também na dos servidores comissionados por causa da crise

Prefeito corta na própria carne e também na dos servidores comissionados por causa da crise

Nesta terça-feira (1), o prefeito Romero Rodrigues (PSDB), de Campina Grande, anunciou a redução do seu próprio salário em 40%, também do vice-prefeito Ronaldo Cunha Lima Filho (PSDB). A medida de contenção de despesas é a maneira de conviver com esse momento de crise financeira. A justificativa é que as receitas do município diminuíram.

Romero concedeu entrevista coletiva para anunciar o pacote de medida por causa da crise. Ele anunciou o corte de 20% das gratificações dos ocupantes de cargos comissionados, também a suspensão de contratações de servidores sem vínculo com o município, pagamento de diários de viagens, locação de carros para secretários municipais e horas extras, também está suspensa.

Também estão previstas mudanças no expediente das repartições municipais. O horário agora será de 12h e 18h. Porém, não se tem informações a partir de quando entrarão em vigor as medidas de contenção de despesas.

As medidas decorrem da redução de 9% no Fundo de Participação do Município (FPM), além da queda de 25% na arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). A Prefeitura pretende economizar mais de R$ 1 milhão por mês.

 

 


Marcone Ferreira