Por conta de protesto, organização retira a Taça da Copa de exposição no Mané Garrincha

Por conta de protesto, organização retira a Taça da Copa de exposição no Mané Garrincha

Por medida de segurança, a taça da Copa do Mundo foi retirada da exposição que fica na área externa do Estádio Mané Garrincha. Manifestantes contra os gastos da Copa partiram da Rodoviária do Plano Piloto, por volta das 16h, e seguiram em direção ao estádio. A polícia tentou conter os manifestantes e houve confronto nas imediações da arena. Para garantir a segurança da taça e dos visitantes, a organização do evento preferiu retirar o troféu da exposição.

O protesto organizado pelo Comitê Popular da Copa e o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) estava agendado para chegar ao Mané por volta das 19h, mas foi antecipado. De acordo com a agenda do grupo, eles fariam um protesto pacífico em frente ao local da exposição.

Pelo menos 7 mil pessoas conseguiram ver o troféu até as 17h. O horário de visitação era até as 21h.

De acordo com a assessoria, a visitação deve ser retomada nesta quata-feira, último dia, das 9h às 21h.

Brasília é o penúltimo destino da taça antes do início da Copa. O troféu segue para São Paulo, onde será a abertura do Mundial.

O tour da taça já passou por 89 países, percorrendo mais de 150 mil quilômetros. Na terceira edição do evento, é a primeira vez que o troféu percorre todas as capitais do país-sede do Mundial. O tour brasileiro da Taça Fifa começou no dia 22 de abril e será encerrado no dia 1º de junho em São Paulo.

Com informações da Agência Brasil