Polícias apreendem cocaína avaliada em mais de R$ 400 mil

Polícias apreendem cocaína avaliada em mais de R$ 400 mil

As Polícias Militar e Federal apreenderam 10 kg de cocaína pura, na tarde deste sábado (12), dentro de um táxi da cidade de Mamanguape, no bairro do José Pinheiro, em Campina Grande. Na ação, foram presos André Barreto Guedes, de 24 anos, e o ex-presidiário Anco Márcio da Silva, 30. Os dois estavam trazendo a droga do Estado do Rio Grande do Norte para abastecer pontos de venda da cidade. A cocaína está avaliada em mais de R$ 400 mil.

Conforme informações repassadas pelo capitão Jonatha Yassaki, a cocaína foi atestada pela Polícia Federal como 100% pura, o que levanta a suspeita de que ainda passaria por um processo de tratamento químico, com a mistura de outros componentes, antes de ser colocava à venda. “A cocaína era pura e estava distribuída em dez tabletes, que foram transportados dentro de uma bolsa. Nossa equipe conseguiu localizar o veículo com os suspeitos e a droga em uma ação conjunta com a Polícia Federal, a partir da informação de policiais da 2ª Companhia Independente da PM e policiais federais que estavam em uma operação na cidade de Mamanguape, onde apreenderam outros 20 kg de maconha”, contou.

Cocaína 1

Testes realizados pela polícia revelou que a droga era 100% pura (foto: divulgação)

Os dois presos foram autuados por tráfico de drogas na sede da Polícia Federal, em Campina Grande. A pena para o crime é de 5 a 15 anos de reclusão, conforme estabelece a lei 11.343/2006 (lei de drogas).

Grupo era do Litoral Norte – Os suspeitos presos em Campina Grande fazem parte de um grupo de criminosos que trazia drogas do Rio Grande do Norte para abastecer várias cidades paraibanas, utilizando a cidade de Mamanguape – de onde os suspeitos pertencem – como ponto de distribuição. Anco Márcio da Silva já cumpriu pena por tráfico de drogas.

 

 

MaisPB