Policial Militar é ameaçado de morte ao dar voz de prisão a albergado que quebrava o regime semiaberto em Curral Velho

Policial Militar é ameaçado de morte ao dar voz de prisão a albergado que quebrava o regime semiaberto em Curral Velho
Um fato preocupante está acontecendo no Estado da Paraíba e na noite deste sábado (13), mais um registro aquece o problema: a agressão contra policiais que cumprem apenas o seu ofício.
 
Segundo o Sargento da Polícia Militar lotado no 13º BPM, que comanda o Destacamento da cidade de Curral Velho (PB), Francisco Passos Neto “Sargento Passos”, ao dar voz de prisão a um preso que cumpre pena no regime semiaberto, ele foi retrucado com a expressão “se você aparecer morto em Curral Velho, ninguém vai saber nem quem matou” isso é praça pública.
 
O albergado identificado pelo nome de Josival Patrício da Silva, de 51 anos, “Nego Má” cumpre pena por homicídio no Estado de São Paulo e estava no Presídio da cidade de Catolé do Rocha e recentemente foi transferido para a Cadeia Pública de Itaporanga, porém recentemente ele estava quebrando o benefício conferido pela justiça.
 
 
Passo relatou que “Nego Má” resistiu à prisão, lhe fez várias ameaças até chegar à Delegacia de Polícia Civil de Itaporanga e que estava embriagado em um bar, altas horas da noite no centro da cidade de Curral Velho.
 
“Quando eu falei que estava cumprindo determinação do juiz Antônio Eugênio, em recolher qualquer preso do regime semiaberto que esteja descumprindo as normas, o indivíduo disse em alto som que não tinha medo de juiz e não seria levado pela polícia”, finalizou o Sargento.
 
Em 25 anos de profissão, o sargento afirma que nunca foi ameaçado de morte, porém têm sã consciência que esses são os ossos do ofício. No momento da ação ele estava acompanhado do Sargento Miguel.
 
 
 
 
Do DiamanteOnline