Policiais militares sofrem atentado, durante ronda e um deles mata agressor a tiro na PB

Policiais militares sofrem atentado, durante ronda e um deles mata agressor a tiro na PB

Dois policiais militares, sendo um soldado e um sargento, lotados no 3º Batalhão de Polícia Militar de Patos, no Sertão do estado, sofreram uma tentativa de homicídio no final da tarde desta terça-feira (1), quando faziam ronda de rotinas no bairro Monte Castelo, em Patos. De acordo com o cabo Borges, um deles reagiu ao ataque do agressor, que acabou morrendo no local ao ser baleado.

Conforme consta no relatório do 3º BPM, os policiais – que integram a Patrulha Escolar - estavam fazendo rondas no bairro quando um homem identificado como José Júnior Chagas Fernandes saiu de casa armado com uma picatera e desferiu um golpe contra o soldado, que veio a cair da moto.

“O sargento, que vinha em outra motocicleta logo atrás do soldado, foi tentar conter o agressor e também ficou ferido vindo a cair no chão. Quando o rapaz tentou dar um golpe fatal contra o sargento, o soldado efetuou um disparo contra o agressor na tentativa de legítima defesa e evitar uma tragédia”, comentou o cabo Borges.

Baleada, a vítima ainda andou por alguns metros e morreu minutos depois da chegada de uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Os policiais foram levados para o Hospital Regional de Patos. Eles foram medicados e liberados.

O caso foi registrado na 5ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Patos pelo delegado Adjuto Neto. Os policiais prestaram depoimentos e foram liberados. O Portal Correio tentou contato com o tenente coronel, Cunha Rolim, comandante do 3º BPM para saber se será aberto um inquérito militar para investigar a conduta do policial, mas ele não atentou as ligações.

O corpo de José Júnior Chagas foi levado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) da cidade.

Fonte: Por Hyldo Pereira