Polícia prende três suspeitos de explodir banco na cidade de Livramento

Polícia prende três suspeitos de explodir banco na cidade de Livramento

A Polícia Militar prendeu, no fim da tarde dessa sexta-feira (25), três suspeitos de explodir, durante a madrugada, o caixa eletrônico do Banco do Bradesco da cidade de Livramento, distante 130 km de Campina Grande. Erinaldo José da Silva, de 27 anos, Ricardo Pereira do Nascimento, 29, e o cabo da PM Clodeildo da Silva Moreira foram presos após um cerco realizado em um sítio localizado na Zona Rural do município.

Com eles foram apreendidas quatro pistolas, parte do dinheiro roubado, uma lata com mais de 60 grampos e uma alavanca de ferro – aparelhos utilizados para realizar a ação contra a agência bancária.  

De acordo com o tenente José de Arimatea, a viatura realizava rondas na cidade quando recebeu a informação da Polícia Civil de que seis suspeitos de terem praticado o crime estavam acampados em um sítio da zona rural do município. “Com apoio das viaturas de Taparoá e Assunção, foi realizado um cerco a uma residência no local, onde já de início os policiais encontraram cédulas queimadas, grampos e restos de comida, conseguindo prender dentro da casa o policial militar envolvido e mais dois suspeitos. Um quarto acusado que estava com eles conseguiu fugir quando percebeu a chegada das guarnições policiais”, contou.

O oficial disse ainda que durante as buscas foram encontradas as armas, as ferramentas utilizadas no crime e mais de R$ 70 mil reais roubados do banco, que estavam enrolados em dois blusões.

O trio suspeito foi levado para a Delegacia da Polícia Civil na cidade e autuado por furto qualificado. A Polícia Militar vai abrir um procedimento apuratório contra o cabo envolvido no crime.

Ocorrências em bancos – A Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social constatou uma redução de 27% de ocorrências relativas a crimes patrimoniais envolvendo agências bancárias na Paraíba, durante o primeiro semestre deste ano. Os dados são do Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (Seds) e apontam que de janeiro a junho deste ano foram 62 registros contra 85 do mesmo período do ano passado. Representantes do Banco do Brasil estiverem reunidos essa semana com o comando da Polícia Militar confirmando a redução, onde durante audiência revelaram que contra o referido banco a queda foi de mais de 50% (13 no primeiro semestre deste ano contra 27 do ano passado).

 

Secom PB