Polícia prende suspeitos de tráfico de drogas, assaltos e apreende armas na Paraíba

Polícia prende suspeitos de tráfico de drogas, assaltos e apreende armas na Paraíba

A Polícia Militar da Paraíba prendeu dois suspeitos de tráfico, apreendeu mais de 200 pedras de crack e 50 papelotes de maconha nas ações da Operação Impacto, nas cidades de Bayeux e Guarabira. 

No primeiro município, policiais da Ronda Ostensiva Tática com Apoio de Motocicletas (Rotam) prenderam Bruno da Silva Dias, de 18 anos - flagrado com 216 pedras de crack. O suspeito foi abordado na Rua Gustavo Maciel Monteiro, no Centro. Ele foi levado para a 6ª Delegacia Distrital, em Santa Rita, e autuado por tráfico de drogas. 

Pelo mesmo crime, também foi autuado na Delegacia da Polícia Civil, em Guarabira, Wenderson Thiago da Silva Santos, de 22 anos. Ele foi preso por policiais do 4º Batalhão da PM, na Avenida Ruy Barbosa, no Centro da cidade. Com o suspeito, os policiais apreenderam 16 pedras de crack, 50 papelotes de maconha e dinheiro. 

Suspeitos de assalto - Em um intervalo de 15 horas, a Polícia Militar deteve 12 suspeitos de assaltos e ainda recuperou nove motos roubadas em todas as regiões do Estado. As prisões e apreensões por roubos foram registradas nas cidades de João Pessoa, Teixeira, Pilões, Campina Grande, Guarabira, Santa Rita e Nova Floresta.

Na cidade de Teixeira, no Sertão, policiais da 6ª Companhia do Batalhão de Operações Especiais (Bope) prenderam dois homens e apreenderam um adolescente. Todos são suspeitos de assaltar um posto de combustíveis no município de Patos, na mesma região. Andresso Julião da Silva, de 23 anos; José Murilo Cordeiro Silva, 18 anos; e o jovem, de 17, utilizaram uma réplica de pistola para ameaçar os frentistas do estabelecimento e levar dinheiro e celulares. 

Após o crime, que foi praticado com uma pick-up roubada na noite da última quarta-feira (1º), na cidade de Santa Cruz do Capibaribe, em Pernambuco, o trio fugiu para o município de Teixeira, sendo detido em flagrante após uma busca na área de mata. Com eles, o Bope recuperou todo dinheiro e objetos roubados, além do veículo utilizado no assalto.

Motos roubadas recuperadas - Nas abordagens e bloqueios, a Polícia Militar recuperou nove motocicletas com registros de roubos nos dados dos órgãos de segurança do Estado. As ações aconteceram nos municípios de Solânea, Araruna, João Pessoa e Santa Rita.

Na Capital paraibana, policiais da Tropa de Choque do Batalhão de Operações Especiais (Bope) abordaram duas pessoas que estavam em uma moto, na principal avenida do bairro dos Bancários, na zona sul de João Pessoa, e durante a consulta constataram que se tratava de um veículo roubado. Leonardo Prazeres Pereira, de 19 anos, foi levado para a 9ª Delegacia Distrital e o adolescente para a Delegacia da Infância e Juventude. A moto pertencia a um vigilante de 49 anos. 

Apreensão de armas - Entre as 14h dessa quinta-feira (2) e 5h desta sexta-feira, a polícia realizou apreensões nas cidades de Sousa, Teixeira, Areia, Patos e Fagundes. Oito pessoas foram detidas por esse tipo de crime.

O município de Sousa registrou três apreensões de armas, no bairro da Estação e na zona rural. Das sete armas apreendidas na Operação Impacto, três eram revólveres, três espingardas e uma pistola calibre 380. 

Mandados de prisão - Oito pessoas foram presas por serem flagradas com mandados de prisão em aberto durante abordagens da Operação Impacto, nos municípios de Teixeira, Patos, Cabedelo, João Pessoa, Nova Floresta e Soledade. As ações aconteceram entre a tarde da quinta-feira e madrugada desta sexta-feira. Os acusados eram procurados por diversos tipos de crime, sendo a maioria por roubos e furtos.

Na madrugada desta sexta-feira (3), em um bloqueio policial montado na entrada do bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa, policiais do Bope prenderam Erivelton Torres de Oliveira Júnior, de 29 anos. Ele estava em um carro, que foi interceptado durante a Operação. Contra o acusado, havia dois mandados de prisão em aberto, um deles por homicídio qualificado. 

Nos vários locais que foram ocupados pela Polícia Militar, as pessoas suspeitas abordadas tiveram o nome consultado no sistema de informação de segurança e nos registros do Tribunal de Justiça, com o objetivo de verificar se não havia nenhuma pendência judicial. Os casos confirmados foram levados para às Delegacias da Polícia Civil. As ações de reforço na segurança acontecem até o próximo domingo (5).

 

 

 

Secom