Polícia prende suspeito de integrar grupo que incendiou ônibus em Campina Grande

Polícia prende suspeito de integrar grupo que incendiou ônibus em Campina Grande
Policiais do 2º Batalhão da Polícia Militar realizaram ações de segurança, na noite dessa terça-feira (26), nos bairros do Centenário e José Pinheiro, em Campina Grande. Quatro pessoas foram detidas em flagrante por porte ilegal de armas. Entre os detidos, está Bruno Ferreira Ramos, de 23 anos, que já tinha passagem pela polícia por homicídio qualificado.

De acordo com o major Gilberto Felipe, comandante do 2º Batalhão, o acusado tem ligação com o grupo responsável pela queima de ônibus na cidade, ocorrida este mês. “Ele é do bairro do Pedregal e pertencia ao mesmo grupo responsável pela queima dos ônibus, com quem atuava no tráfico de drogas, mas a participação dele no episódio dos coletivos ainda será investigada”, explicou.

Bruno Ferreira estava em uma moto com Isaías Damião da Silva Filho, de 19 anos. A dupla passava pelo bairro José Pinheiro quando foi interceptada. Os dois chegaram a trocar tiros com os policiais da Força Tática, mas foram perseguidos, rendidos e presos com duas armas de fogo e um pacote com 100 gramas de cocaína.

A prisão dos dois ocorreu duas horas depois da Força Tática apreender um revólver calibre 38 e uma espingarda 12, durante rondas realizadas no bairro do Centenário. As armas estavam com Yuri Batista de Sousa, de 18 anos, e um adolescente, de 17 anos. Os dois foram abordados na frente de uma casa, localizada na Rua Francisco Lopes, após tentarem se esconder quando perceberam a presença da PM.

Os quatro suspeitos detidos na noite dessa terça-feira, além da droga e as armas apreendidas, foram encaminhados para a Central da Polícia Civil, no município.

 

 

 

Secom PB