Polícia prende mãe que abandonou bebê em caixa de papelão em Brasília

Polícia prende mãe que abandonou bebê em caixa de papelão em Brasília

A Polícia Civil do Distrito Federal anunciou no início da tarde desta sexta-feira (8) ter prendido a mulher que abandonou uma bebê recém-nascida em uma caixa de papelão sob uma lixeira no Lago Norte, em Brasília, na manhã desta quinta.

Segundo a polícia, a mãe é uma jovem de 23 anos que trabalha como doméstica em uma casa próxima do local onde a criança foi abandonada. Ela deu à luz na residência onde trabalha. A polícia informou que só vai dar mais detalhes sobre o caso após as 15h. O Código Penal prevê até três anos de prisão por abandono de incapaz.

Mais cedo, a polícia já havia diculgado um vídeo de uma câmera de segurança que mostra a jovem passando pela rua onde a bebê foi deixada (veja acima). Nas imagens é possível ver que ela carrega uma caixa.

A criança foi encontrada pelo estudante de design gráfico Jonathan Gassner, de 20 anos. A menina ainda tinha o cordão umbilical e estava com o rosto coberto por um jaleco.

Ele viu a criança por volta de 6h50, quando esperava o ônibus para ir para a faculdade. "Reparei porque ela estava com o bracinho para fora, se mexendo. Na hora, parei o carro que estava passando e pedi ajuda. Ficamos em dúvida entre ir direto para o hospital ou para a delegacia, mas optamos por procurar logo a polícia", disse.


O rapaz e a mulher que o ajudou prestaram depoimento, enquanto o Corpo de Bombeiros transportou a criança para o Hospital Regional da Asa Norte. Os militares informaram que a menina ainda estava com um pedaço da placenta. No hospital, ela foi batizada de "Aurora".

De acordo com o delegado Ricardo Viana, a primeira avaliação aponta que a criança não nasceu nesta quarta e que o parto aconteceu com 41 semanas de gravidez. A Secretaria de Saúde disse que a garota tem 3,035 kg e 47 centímetros e que apresentava um bom quadro clínico.

 

G1