Polícia prende acusados de homicídios no Brejo

Polícia prende acusados de homicídios no Brejo

A Polícia Civil, por meio de um trabalho realizado pelo Núcleo de Homicídios do Grupo Tático Especial da 12ª Delegacia Seccional, com sede na cidade de Esperança, cumpriu na tarde dessa sexta-feira (6) dois mandados de prisão contra Manoel Pereira da Silva Neto e Erianaldo Quinto da Silva. Eles são suspeitos de crimes de homicídio, mais especificamente de envolvimento no assassinato de Leonardo Pereira da Silva, na cidade de Remígio.

De acordo com o titular da seccional, delegado Henry Fábio, as investigações policiais apontavam que o suspeito Erianaldo Pereira, conhecido por “Peruca”, faz parte de uma família muito conhecida na região, em que seus integrantes são suspeitos de envolvimento em vários homicídios e ainda no trafico de drogas.

“Recebemos informações de onde estariam escondidos os dois envolvidos na morte de Leonardo Pereira da Silva e realizamos a abordagem para o cumprimento dos mandados de prisão. Um terceiro envolvido no crime, também da família dos presos, conseguiu fugir no momento da abordagem. Os dois presos foram encaminhados para a Delegacia de Esperança, onde foram ouvidos e depois seguiram para unidades prisionais. O terceiro envolvido já foi identificado e as buscas policiais vão continuar”, disse o delegado, acrescentando que “o foco do trabalho policial é desarticular todo e qualquer tipo de organização criminosa que esteja ou pretenda se instalar nas cidades que integram a 12ª Delegacia Seccional, para tanto, conta sempre com o trabalho dos compromissados investigadores policiais que compõem o Núcleo de Homicídio do Grupo Tático Especial de Esperança e demais cidades”, explicou.

Mais Prisões – Ainda na tarde da sexta-feira (6), a Delegacia de Policia Civil do município de Alagoa Nova, cumpriu mandado de prisão preventiva em desfavor de Javé dos Santos, suspeito de cometer crimes patrimoniais contra residências na Zona Rural de Alagoa Nova, e na maioria dos casos utilizava de violência contra as vítimas. Ele responderá pelo crime de roubo circunstanciado e após prestar depoimento foi encaminhado para o presídio, onde deverá aguardar as decisões da Justiça.

 

 

 

 

 

MaisPB