Polícia investiga ataques a políticos em cidades do interior; um carro foi queimado

Polícia investiga ataques a políticos em cidades do interior; um carro foi queimado

Um candidato à Prefeitura deCristal do Sul, no Norte do Rio Grande do Sul, e o vice-prefeito de Redentora, no Nordeste do estado, foram vítimas de ataques em diferentes episódios na noite de segunda-feira (26). Em ao menos um dos casos, a polícia acredita que o crime tenha sido motivado por disputas políticas.

Um dos casos aconteceu com Otelmo Reis da Silva, candidato do PT à Prefeitura de Cristal do Sul. Em depoimento à delegada Aline Palma, de Rodeio Bonito, prestado na manhã desta terça-feira (27), ele contou que trafegava pela ERS-587 quando percebeu que era seguido por um veículo que dava sinal de luz.

Por conta da situação, ele resolveu parar na casa de conhecidos, na beira da estrada. Quando resolveu voltar para casa, disse que foi atacado.

“Ele resolveu então voltar para casa, e quando ligou o carro viu um homem encapuzado na frente do veículo, que apontou uma arma em sua direção dizendo que ele ia morrer. Ele desligou o carro e ouviu o disparo de arma de fogo na parte traseira do veículo, onde estava um outro homem. Logo em seguida ele abriu a janela para pedir que não fosse morto, e um terceiro homem apareceu dizendo que ele ia morrer queimado”, disse ao G1 a delegada Aline Palma, com base no depoimento.

Otelmo relatou ainda que conseguiu empurrar a porta contra o terceiro homem, e saiu do carro pedindo para que não fosse morto. “Eles atearam, então, fogo no veículo, que explodiu, e ele correu até a casa de uma moradora que vive ali perto”, disse a delegada.

O caso foi registrado como tentativa de homicídio, e a delegada acredita que o incidente tenha relação com a disputa política. “Ele disse que vinha sendo ameaçado, mas não soube dizer por quem”, contou, completando ainda que “tem sido frequentes os casos de tiros de armas de fogo e de ocorrências de ameaça relacionadas com a disputa política na região”, afirmou.

O carro, que ficou destruído pelas chamas, foi guinchado e será periciado. Otelmo, conforme a delegada, foi levado para receber atendimento médico “em razão do abalo psicológico”, mas não foi ferido.

Subprefeito é ferido por tiro no braço

O segundo caso de violência envolvendo políticos aconteceu com Carlos da Rosa (PT), vice-prefeito de Redentora, cidade localizada no Noroeste do Rio Grande do Sul, também na noite de segunda (26). Um subprefeito que o acompanhava foi ferido no braço com um disparo de arma de fogo.

De acordo com informações da Brigada Militar, Rosa voltava para casa quando o comboio de quatro veículos foi atingido por tiros quando trafegava pela região de Estiva, dentro de uma reserva indígena.

Dois dos veículos foram atingidos pelos disparos, sendo que em um deles estava Rosa e o subprefeito da localidade de Vila São João, Artur Casagrande, que foi ferido no braço. Ele foi atendido pelo Samu, e a Brigada Militar foi acionada para realizar a escolta dos políticos.

O delegado Marion Volino, responsável pelo caso, disse ao G1 que estava em deslocamento para o município de Redentora, onde iria coletar os depoimentos no final da manhã desta terça (27) para maiores esclarecimentos.

 

 

G1