Polícia Federal prende único foragido da Operação Custo Brasil

Polícia Federal prende único foragido da Operação Custo Brasil

Polícia Federal prendeu o único foragido da Operação Custo Brasil, que investiga o desvio de dinheiro em empréstimos consignados de funcionários públicos.

O preso é o advogado Guilherme Gonçalves, apontado como o intermediário do dinheiro destinado ao ex-ministro Paulo Bernardo.

Guilherme Gonçalves voltou de férias no domingo (26) e foi direto do aeroporto para a Polícia Federal. Ele vai prestar o primeiro depoimento na tarde desta segunda-feira (27).

Guilherme é apontado, em delação premiada, como operador da propina da Consist. A empresa é acusada de desviar R$ 100 milhões de empréstimos consignados de servidores públicos. Parte do dinheiro teria como beneficiário o ex-ministro Paulo Bernardo.

A defesa de Paulo Bernardo diz que demonstrou na audiência de custódia que o ex-ministro não teve qualquer participação ou responsabilidade nos fatos investigados e que, por isso, considera a prisão dele uma medida desnecessária.

A Consist afirma que vai continuar colaborando com as autoridades.

 

 

 

 

G1