Polícia Federal encontra 3,8 quilos de cocaína diluídos em cachaça e xampu

Polícia Federal encontra 3,8 quilos de cocaína diluídos em cachaça e xampu

A Polícia Federal em Pernambuco fez, no Aeroporto Internacional do Recife/Gilberto Freyre, um flagrante inusitado de tráfico internacional de drogas. Os agentes encontraram 3,8 quilos de cocaína diluídos em cachaça, produto para higiene bucal e xampu. As cinco embalagens com o entorpecente estavam na bagagem de um jovem cearense, que tentava embarcar para Lisboa, em Portugal.

Aos agentes federais, o jovem, que não tem passagem anterior pela polícia, confessou ser usuário de drogas. Para manter o vício, contraiu uma dívida de R$ 15 mil. A viagem acabou se transformando na maneira viável de conseguir dinheiro para pagar essa quantia a um amigo.

O rapaz também informou que os traficantes de Portugal iriam reconhecê-lo por meio de uma foto repassada por celular. O preso não de detalhes e nem informações mais precisas de quem seria a pessoa responsável pelo seu aliciamento no Brasil e nem quem receberia a droga quando chegasse ao país europeu.

Ele contou que saiu de Fortaleza e foi para oRio de Janeiro. Lá,  pegou a droga, desembarcou na capital pernambucana, de onde deveria seguir para Portugal.

A captura do jovem cearense ocorreu na segunda-feira (12) e foi divulgada apenas na manhã desta quinta-feira (15). Segundo a Polícia Federal, havia a possibilidade de outros suspeitos estarem em hotéis do Recife. Para tentar prendê-los, foi necessário manter sob sigilo a ação do aeroporto. Não houve novas prisões.

A PF informou que os agentes desconfiaram das atitudes do suspeito, que mantinha comportramento estranho nas dependências do aeroporto. Ele estava nervoso e inquieto. Em conversa com os policiais, teve dificuldade de explicar os motivos da passagem pelo Recife, bem como quais seriam os planos de viagem em Portugal.

Além da droga também foram apreendidas passagens aéreas, um celular, passaporte e € 800, equivalente a cerca de R$ 3.000. O rapaz passou por exame de corpo de delito no Instituto de Medicina Legal (IML), no Recife, e seguiu para o Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana. Ele poderá pegar pena de até 20 anos de prisão.

Estatísticas

Esta foi a 4ª apreensão de drogas realizada no aeroporto, 2016. Ao todo, quatro pessoas acabaram presas. Foram recolhidos este ano 13 quilos de haxixe e 8,3 quilos de cocaína.

Em 2015, houve apenas uma apreensão de drogas noterminal, com duas pessoas presas. Elas estavam com 10,6 quilos de cocaína.

 

 

G1