Polícia Civil prende latrocida acusado de matar homem a pedradas

Polícia Civil prende latrocida acusado de matar homem a pedradas

Em cumprimento a mais um mandado expedido pelo juiz Vandemberg de Freitas Rocha, da 4ª Vara Criminal, agentes da Polícia Civil de Campina Grande prendera nesta terça-feira (10), José Paulo da Silva Filho, “Paulo de Nova”, 30 anos, acusado no assassinato de José Adauto dos Santos, 68 anos, fato ocorrido no dia 11 de dezembro de 2011, no Sítio Caridade.

Conforme foi apurado, José Paulo praticou o crime em companhia do comparsa identificado como Josinaldo Rocha Galdino, o “Naldo”. A intenção da dupla era roubar a vítima.

Antes de praticar o delito, vítima e acusados beberam juntos, no Bar de Dona Cida, próximo ao local do crime. José Adauto deixou o estabelecimento e seguiu para sua casa, enquanto os assassinos, de forma covarde, o seguiram e o agrediram a pedradas, ceifando a sua vida, e ainda levando os seus pertences. A vítima teve a cabeça parcialmente esmagada.

Com base nos indícios, mesmo com a negativa dos acusados e ainda alegação da defesa, de que a intenção era apenas de roubar a vítima, a autoridade judicial optou pela condenação dos dois réus, à pena de 23 anos de reclusão e vinte dias-multa, a serem cumpridos em regime fechado, na Penitenciária do Serrotão, em Campina Grande.

O delegado da 10º seccional de Polícia Civil de Campina Grande, Iasley Almeida, mais uma vez ressaltou o trabalho, desde as investigações até a captura do José Paulo, lembrando que a Polícia tem procurado cumprir o seu dever, e assim dar as devidas respostas à sociedade, com ações efetivas, tirando de circulação aqueles que insistem em desafiar as leis e as autoridades.

 

Assessoria