Polícia Civil conclui inquérito sobre rompimento de barragem em Mariana

Polícia Civil conclui inquérito sobre rompimento de barragem em Mariana

A Polícia Civil informou na tarde desta segunda-feira (22) que concluiu o primeiro inquérito relativo ao rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, Região Central de Minas Gerais, no dia 5 de novembro de 2015.

De acordo com a corporação, este inquérito, instaurado em 6 de novembro, apurou os fatos e circunstâncias que deram causa ao rompimento da barragem, homicídios, delitos de perigo comum e contra a saúde pública. Os detalhes sobre a conclusão, como os indiciamentos e causas serão divulgados nesta terça-feira (23).

O rompimento da barragem de Fundão, que pertence à mineradora Samarco, cujas donas são aVale e a BHP Billiton, destruiu o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, e afetou outras localidades, além das cidades de Barra Longa e Rio Doce. Os rejeitos também atingiram mais de 40 cidades na Região Leste de Minas Gerais e no Espírito Santo. O desastre ambiental é considerado o maior e sem precedentes no Brasil. Dezenove pessoas morreram.

Ainda segundo a polícia, o inquérito inicial foi desmembrado, e o segundo procedimento apura os crimes ambientais e licenciamentos da Barragem do Fundão. O prazo para esta conclusão é o dia 22 de março.

 

 

 

G1