Polari garante novo projeto para falésia do Cabo Branco em 60 dias: ‘quebra-mar pode não resolver problema e criar outro’

Polari garante novo projeto para falésia do Cabo Branco em 60 dias: ‘quebra-mar pode não resolver problema e criar outro’

O secretário de Planejamento de João Pessoa, Rômulo Polari, garantiu que a prefeitura está preocupada com a barreira do Cabo Branco, o ponto mais oriental das Américas, contudo, os estudos iniciais para a construção de um ‘quebra-mar’ no local não foram satisfatórios e o novo estudo deve sair dentro de 60 dias.


Polari brincou que João Pessoa tem uma costa grande e que o mar 'cismou' com aquele pedaço, mas garantiu que há solução. 'Se tem uma pressão de água batendo ali com muita energia, você erode a base da barreira, quando o peso fica muito grande a parte de cima cai. A solução óbvia é você arremeter essa energia que vem do mar e reforçar o pé da barreira. O projeto era essa coisa assim trivial do ponto de vista da lógica e do bom senso, mas quando a gente começou a estudar, não tínhamos certeza que iria resolver a situação. pensamos em fazer um quebra-mar lá dentro do mar, mas fomos analisar", explica.

O secretário explicou que não se pode fazer o quebra-mar e sair jogando pedra sem se preocupar com o ecossistema da região. “Se a gente não tiver um projeto, vamos investir de R$ 10 a R$ 12 milhões que podem não resolver o problema e criar outro”, diz.


Para o secretário, o projeto não respondia todas as perguntas e foram feitos um novo estudo. “Tinham centenas de milhares de pedras. Não se dizia como a pedra ia para lá. Como levar pedra para lá sem matar a fauna marítima”.

"Essa semana a empresa começa os estudos com novo projeto executivo que vai fundamentar a nova licitação e com 60 dias o projeto 'estará em nossas mãos'.

 
 


Marília Domingues