Polêmica sobre eleição dupla pode afastar PSDB de Adriano Galdino na ALPB

Polêmica sobre eleição dupla pode afastar PSDB de Adriano Galdino na ALPB

A disputa pela presidência da Assembleia Legislativa se aproxima e um ponto que ainda gera polêmica é a eleição dupla que o candidato Adriano Galdino (PSB) tem proposto. Ele quer que tanto a mesa que dirigirá o legislativo no biênio 2015-2016 quanto a mesa posterior, de 2017-2018, sejam escolhidas no mesmo dia.

A proposta dividiu os deputados. a tucana Camila Toscano discorda do modelo que Galdino quer apresentar.

“O deputado  Adriano Galdino disse que o plenário é soberano e nós entendemos isso, mas existe todo um trâmite legal para que seja mudado o regimento interno. Nós somos contra isso”, explicou, rebatendo as alegações de Adriano Galdino de que o plenário poderia decidir pela dupla eleição.

O PSDB, além de não querer a eleição dupla, ainda quer espaço na Mesa Diretora, e tem conversado com Galdino e com outros possíveis candidatos à presidência da Casa para conseugir espaço. Foi oferecido pelo candidato socialista espaço na segunda mesa, mas para Camila Toscano isso seria incoerente.

“Não discutimos espaço no segundo biênio. É algo com o que nós não concordamos. Nem se discutiu a hipótese de se unir a Gervásio. Não cogitamos isso por ser uma questão com a qual somos contra”, explicou.

Ela ainda questionou o fato de Adriano Galdino afirmar que precisa que ‘o PSDB precisa dizer o que quer’.

“Queremos espaço na Mesa da Assembleia. Precisamos deste espaço para garantir a autonomia da Casa. Não podemos só garantir o voto e permanecer sem espaço. Vamos conseguir isso a partir do momento em que assumirmos um espaço na Mesa”, disse a deputada.
 
 
 


João Thiago