PMDB minimiza ‘canetada’ de Ricardo e alega que tinha poucos cargos na gestão

PMDB minimiza ‘canetada’ de Ricardo e alega que tinha poucos cargos na gestão

O ex-presidente e tesoureiro geral do PMDB, Antônio Sousa, declarou, na tarde desta terça-feira (9), que não foi nenhuma novidade a exoneração de indicados do partido  pelo  governador Ricardo Coutinho (PSB). As exonerações foram publicadas na edição de hoje do  Diário Oficial do Estado (DOE).

De acordo com Antônio Sousa, desde o mês de julho, quando Ricardo Coutinho remanejou o advogado Laplace Guedes da secretaria estadual de Turismo e Desenvolvimento Econômico para secretaria executiva de Energias e do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) , o senador e presidente do PMDB José Maranhão  já havia colocado os cargos a disposição do gestor.

“Não tem moído nenhuma”, disse Antônio Sousa.

Para Antônio Sousa, os cargos que Maranhão tinham no governo também não eram tantos.

“Diziam que Maranhão tinha trinta ou quarenta cargos. Maranhão só tinha vinte e, mesmo deste que saíram hoje, eu só identifique seis”, disse Antônio Sousa.

 

 

Roberto Targino – MaisPB