PMDB dá 48 horas para PT aceitar coligação proporcional

PMDB dá 48 horas para PT aceitar coligação proporcional

A novela que envolveu a confirmação do apoio do PT ao PMDB parece que está ganhando mais alguns capítulos. O que parecia resolvido, com a indicação do nome do ex-superintendente da CBTU, Lucélio Cartaxo, agora ganha ares de impasse. Tudo por conta das definições em torno da coligação para deputado estadual. O fato é que o PMDB deu um prazo para que o PT se pronuncie a respeito da aliança entre as legendas para a disputa na Assembleia Legislativa,e agora aguarda a resposta dos petistas, que resistem em aceitar a composição.

O ‘recado’ do PMDB foi dado ontem à noite durante a reunião entre dirigentes dos dois partidos na casa do ex-governador José Maranhão, presidente estadual do PMDB. No encontro, os peemedebistas voltaram a exigir a formalização da coligação, enquanto que os petistas reafirmaram que não têm interesse em editar a ‘dobradinha’.

Apesar de deixar claro a recusa por parte dos pré-candidatos petistas, o presidente estadual da legenda, Charlinton Machado, disse que vai comunicar a decisão ao membros do partido. Todos os pré-candidatos do PT já se manifestaram contrários à proposta, que segundo eles, leva a sigla a correr sérios riscos de não conseguir eleger a mesma bancada na Assembleia agora em 2014.


Alexandre Freire - MaisPB