Plenário aprova 38 requerimentos em primeira sessão após recesso

Plenário aprova 38 requerimentos em primeira sessão após recesso

O plenário da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou nesta terça-feira (7), durante sessão ordinária, 38 requerimentos em pauta mantendo a produtividade dos trabalhos parlamentares. Foram acrescidos mais três requerimentos propostos pelo deputado Bosco Carneiro e os demais foram votados em bloco.

 
Um dos destaques na sessão foi dado ao requerimento 440/2015, de propositura do deputado Jeová Campos. O requerimento solicita ao Governador do Estado e ao Secretário de Educação e Cultura do Estado da Paraíba, a elaboração de projeto e, em seguida, a execução de construção de uma escola técnica com cursos relacionados à área do turismo.
 
Para o autor do requerimento, o turismo é um grande vetor da economia e merece investimento em prol de formação técnica ligada ao setor. "O ensino médio brasileiro falhou na formulação que tem hoje porque pensamos o ensino médio apenas pra dar acesso às universidades. Está provado que precisamos de um ensino médio que prepare para a vida. Precisamos ter os cursos profissionalizantes, pois o turismo é, sem dúvida nenhuma, o principal vetor da economia na área litorânea", disse o deputado Jeová Campos.
 
O deputado Tovar Correia Lima também fez um destaque ao requerimento 413/2015, de sua autoria, que propõe a formulação de Votos de Aplauso ao Hospital João XXIII, do município de Campina Grande, em virtude de seus 31 anos de fundação.
 
Outro destaque foi dado ao requerimento 427/2015, do deputado Dinaldinho Wanderley solicitando a realização de audiência pública para debater o Projeto de Lei nº 43/2015, de autoria do próprio parlamentar, cuja proposição é de alteração da denominação do "Hospital e Maternidade Sinhá Carneiro", no município de Santa Luzia.
 
Audiências Públicas da semana
 
Na próxima quinta-feira (9), às 8h30 acontecerá uma audiência pública com a Agência Nacional das Águas (ANA) com a intenção debater sobre a gestão das águas na Paraíba. "É preciso que esse debate seja feito para discutirmos a segurança hídrica do nosso Estado com quem de fato gere a questão", disse Jeová Campos, presidente da Frente Parlamentar da Água e quem propôs a audiência.
 
Posteriormente à sessão, a partir das 11h, haverá outra audiência pública com a presença do procurador da república Luciano Maia para debater questões sobre à reforma eleitoral.
 
Já nesta quarta (8), às 10h30, ocorre uma sessão especial para debater as potencialidades estratégicas da Paraíba. O requerimento é do deputado Ricardo Barbosa.

 

 

 

 

Assessoria