Pivô de discussão, Daniella diz que Estela faltou com respeito, mas se tentou intimidá-la ‘perdeu tempo’

Pivô de discussão, Daniella diz que Estela faltou com respeito, mas se tentou intimidá-la ‘perdeu tempo’

Centro de um ‘mal estar’ entre os deputados do PSB Estela Bezerra e Ricardo Barbosa, a deputada estadual Daniella Ribeiro (PP), falou em entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação que essa semana (que começou ontem na AL) foi marcada por equívocos, defendeu o deputado Ricardo e repudiou Estala: ‘Se tentou intimidar, perdeu tempo’.

De acordo com Daniella, o veto do governador Ricardo Coutinho (PSB) ao seu projeto que inseria o fator rh no RG foi um novo equívoco que gerou discussão na casa. A deputada foi defender seu projeto e recebeu a solidariedade do deputado Ricardo contra Estela que como presidente da CCJ declarou a inconstitucionalidade do projeto.

Questionada sobre guardar rancor de  Estela, Daniella afirmou que está na casa para discutir e que não tem nada, pessoalmente, contra a socialista. “Estamos para discutir e ela precisa entender. É minha posição e defesa do que acredito, não há temas pequenos, todos são temas importantes e respeito cada tema”, disse.

Daniella lamentou que ‘as vezes as pessoas misturam o lado pessoal com o lado que o paraibano realmente interessa que é a discussão do dia-a-dia do que interessa’. “Às vezes as pessoas se pegam nisso para fazer chacota”, reclamou.

A respeito da solidariedade do deputado socialista, Daniella destacou que não foi só dele, ma de vários parlamentares e que o socialista foi à tribuna e expôs a tentantiva de intimidação de Estela. “Cada um dá o que tem, minha educação não me permite chegar e discutir de determinada forma como ela se propôs. Eu relevo”, afirmou garantindo que não se sentiu intimidada pela postura da deputada.

“Acho uma falta de respeito ela ficar alí na frente, o deputado Ricardo expôs como todos viram, os colegas se revoltaram de ela ficar na frente encarando, sair do seu lugar para ficar em frente à Tribuna. Ninguém faz isso, os deputados estão em seus lugares, mas não ali na frente numa tentativa de intimidar a sua fala. Se tentou, perdeu tempo”, concluiu. 

 

 

 

Marília Domingues / Fernando Braz