Pimenta produzida na Paraíba será comercializada durante a maior competição de futebol do mundo

Pimenta produzida na Paraíba será comercializada durante a maior competição de futebol do mundo

Com incentivos do Governo do Estado, por meio da Emater Paraíba, a produção agroecológica, que está em processo de expansão e garantindo mercado para a agricultura familiar, vai ser vista por milhões de pessoas durante a Copa do Mundo. Na primeira fase dos jogos, entre os dias 12 e 22 de junho, agricultores familiares da Cooperativa Agropecuária de Uruçu (Hidroçu) de São João do Cariri, região administrativa da Emater em Serra Branca, vão comercializar produtos hidropônicos à base de pimenta de cheiro desidratada, conserva de pimenta biquinho e pimenta desidratada em sachê, em Salvador (BA), uma das 10 cidades sedes da Copa. 

Para garantir espaço no Quiosque Brasil Orgânico e Sustentável, com estimativa de público visitante em torno de 500 pessoas diariamente, a Hidroçu, que é presidida por Ana Jussara Aires, recebeu há poucos dias, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), o Selo de Identificação da Participação da Agricultura Familiar (SIPAF), a partir da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), fornecida pela Emater. 

Conforme os extensionistas Karina Queiroz e Cícero Romero, responsáveis pela elaboração da DAP Jurídica, o exemplo da Hidroçu mostra que, “mesmo num quadro de seca severa, que vem castigando a Paraíba há mais de três anos consecutivos e gerando muitas dificuldades, os agricultores do Semiárido, com orientações da Emater, vêm encontrando viabilidade para melhorar a segurança alimentar e a renda da própria família”. 

Dia especial

Com o intuito de estimular a produção e o consumo de alimentos orgânicos e sustentáveis no Semiárido paraibano, a coordenadoria regional da Emater, que tem à frente o técnico Antônio Alberto de Albuquerque, está organizando um dia especial sobre agricultura orgânica em São João do Cariri. O evento, que ainda não tem data definida, acontecerá na comunidade Uruçu e integrará as comemorações da Semana do Meio Ambiente. 

Durante o dia, além de demonstrações práticas, serão proferidas palestras e oficinas com temas voltados para educação alimentar e nutricional, inclusão produtiva e aquisição e comercialização da agricultura familiar. Os destaques do dia serão os produtos hidropônicos cultivados por 30 sócios da Cooperativa Agropecuária de Uruçu, dentre os quais, variedades das pimentas que vão ser demonstradas e comercializadas durante a Copa do Mundo, no próximo mês de junho. 

A Uruçu é composta de quatro nichos de produção que funcionam de forma integrada, fazendo uso do lençol freático existente: uma unidade de água potável, uma de hortaliças com sistema de hidroponia, uma de criação de peixes, da espécie tilápia e outra de produção microalga spirulina. Afora a produção de pimenta, as famílias cultivam alface, coentro, rúcula e pimentão. 

A Cooperativa Agropecuária do Uruçu é a grande responsável pelo desenvolvimento sustentável das unidades construídas pelo Projeto Água, fonte de alimento e renda para contemplar seus cooperados. 

Devem participar do dia especial, além de técnicos da Emater e do Ministério da Agricultura, agricultores familiares dos municípios de Amparo, Coxixola, Caraúbas, Camalaú, Congo,Gurjão, Livramento, Monteiro, Ouro Velho, Parari, Prata, Santo André, São João do Tigre, São João do Cariri, São José dos Cordeiros, São Sebastião do Umbuzeiro, Serra Branca, Sumé, Taperoá e Zabelê, todos pertencentes à região administrativa da Emater no Estado. 

 

Portal Correio