Picciani vence queda de braço com Hugo por liderança

Picciani vence queda de braço com Hugo por liderança

O deputado federal paraibano Hugo Motta não obteve êxito para liderar o PMDB na Câmara dos Deputados e perdeu a eleição para  Leonardo Picciani (RJ) que foi reeleito para o posto nesta quarta-feira (17).

Apoiado pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha, Motta obteve 30 votos favoráveis. Já Picciani  teve 37 votos e ficou com  a liderança da bancada.

Ao ser reeleito, no entanto, Picciani falou em união da bancada.

“Aqui não se disputou contra A, B ou C. Se disputou uma eleição onde o resultado é expresso na vontade da maioria. Agora é trabalhar pela unidade do partido”, disse Picciani.

Após a votação o deputado Hugo Motta em entrevista a imprensa reconheceu a vitória do concorrente. Para ele, a vitória não foi artificial porque não ter sido apenas por um voto. “Faltou votos para a gente”, disse Motta.

Por ser o maior partido dentro da Câmara, a disputa pelo comando da bancada ganhou maiores proporções nos últimos dois meses porque está em jogo o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, assim como a tramitação de projetos de interesse de de governo.

Para ajudar a eleger o aliado, o governo afastou temporariamente o ministro da Saúde Marcelo Castro que  assumiu  o cargo de deputado e participou  da eleição.

Ao chegar no plenário de votação, Castro foi recebido por um protesto que teve “chuva” de papéis com a estampa do mosquito Aedes aegypti.

 

 

MaisPB