Piancó perde mais um round

Piancó perde mais um round

O município de Piancó nos últimos meses vem registrando resultados negativos. Desde fevereiro com o fechamento de lojas comerciais e empresários que tiveram que fechar seus empreendimentos. Apesar dos índices mostrarem certa estabilidade no comércio local e membros da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) desconversarem sobre o assunto e até apontar dados que o comércio local tende a se reestabelecer.

 

O cenário atualmente é um pouco nebuloso e o comércio local dá sinais de enfraquecimento. Mas nada que desamine alguns membros da CDL. Só relembrando que o município foi pujante na década de 80 até o inicio da década dos 90. A partir de 1998 começou uma desaceleração na economia piancoense. No entanto, segundo gráficos da coletoria estadual o município ainda figurava entre os principais na arrecadação de impostos até os anos 2000 e voltou a mostrar força nos anos 2006.

 

Porém, novamente o medo da estagnação cerca o município com o fechamento de lojas e o desemprego no comércio. Alguns empresários donos de padaria, lojas de calçados, confecções, frigoríficos, supermercados, fecharam suas portas. No entanto, o maior choque aconteceu na semana passada com o fechamento da Coletoria Estadual. Na manha de hoje Piancó recebeu a notícia outra triste noticia. O piancoense Krol Jânio foi exonerado do cargo de Diretor Superintendente do Instituo de Metrologia e Qualidade da Paraíba (Imeq).

 

O jovem Superintendente conseguiu grandes conquistas que o impulsionaram o Imeq-PB. Krol Jânio realizou ações que chamou a atenção dos outros Órgãos estaduais. Ele teve que conciliar sua agenda realizando palestras pelo Brasil mostrando o que estava realizando e sempre destacou a equipe de trabalho.

 

O Imeq da Paraíba conseguiu ficar em segundo lugar no Brasil. E o Coordenador Geral da Rede Brasileira de Metrologia Ome Pohlmann Filho, visitou a Paraíba e parabenizou o piancoense. Comenta-se que já existem articulações para que a central de regulação do SAMU de Piancó se transfira para Itaporanga. Porque essa desaceleração? E as autoridades não vão se mover para frear esses vexames?

Vale News PB