Piancó está entre os 709 casos suspeitos de microcefalia na Paraíba

Piancó está entre os 709 casos suspeitos de microcefalia na Paraíba

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) notificou 709 casos suspeitos de microcefalia, distribuídos em 117 municípios, de acordo com a terceira semana epidemiológica de 2016, concluída no último dia 23 de janeiro. Destes, foram confirmados 31 casos (4%), que apresentaram alterações típicas de infecções congênitas, como dilatação dos ventrículos cerebrais, calcificações intracranianas, entre outros sinais clínicos observados por qualquer método de imagem.

Conforme o boletim de monitoramento divulgado nesta quarta-feira, dos 31 casos confirmados, dois tiveram diagnósticos laboratoriais conclusivos para vírus zika pelo método de reação da transcriptase reversa (RT-PCR), seguida de reação em cadeia da polimerase, em amostra de líquido amniótico. Outro 181 casos (26%), que apresentaram laudos dentro dos padrões de normalidade, foram descartados para a vigilância de microcefalia relacionada à infecção congênita e os demais 497 casos (70%) continuam em investigação pelas Secretarias Municipais de Saúde, com apoio da SES.

O maior número de casos notificados foi registrado por João Pessoa,com 281 casos, o que representa 40% do total de notificações do Estado, seguido de Patos (33), Sapé (20), Bayeux e Conde, com 19, cada um. Os 14 municípios que compõem a 1ª Região de Saúde concentram 416 casos, o que significa cerca de 60% do total de notificações de microcefalia.

Os 31 casos confirmados de microcefalia relacionada à infecção congênita estão distribuídos em 22 municípios do Estado, sendo os mais atingidos, até o momento: Conde (3), Bayeux, Cabedelo, Cacimba de Dentro, João Pessoa e Santa Rita, com dois casos, cada.

Dos casos notificados, 11 evoluíram para óbito, sendo nove infantis e dois fetais,de mães residentes nos municípios de João Pessoa (3), Santa Rita(2), Piancó (01), Conde(1), São Miguel de Taipu (1), São Bento(1) e Sapé (1). Destes,um foi descartado por exame de imagem.

 

 

 

 

MaisPB