Pezão é nocauteado por Frank Mir no RS

Pezão é nocauteado por Frank Mir no RS

O brasileiro Antonio Silva, o Pezão, voltou a sofrer um nocaute como protagonista de uma edição brasileira do UFC. Contra o ex-campeão Frank Mir, ele não durou dois minutos, e foi derrotado pelo norte-americano na estreia do Ultimate na cidade de Porto Alegre. Ele foi só mais um dos brasileiros a perder em uma noite de zebras no Ultimate.

Em setembro de 2014, Pezão foi a estrela do UFC de Brasília, e foi nocauteado por Andrei Arlovski. Agora, no papel principal contra Mir, também não teve sucesso, e segue sem vitórias em dois anos.

“Eu vim para dar meus jabs. Eu voltei para as raízes do boxe e deu certo. Foi o melhor período de treinos que eu já fiz. Era uma montanha grande para subir, mas consegui essa vitória”, afirmou Mir, que elogiou o rival. “Ele bate muito pesado”.

A luta começou com os lutadores se estudando e Mir mostrando uma melhor forma no boxe que o usual. Ele atacou com jabs, e levou alguns chutes frontais de Pezão, sem perigo.

Foi quando, com menos de dois minutos, um cruzado atingiu em cheio a lateral da cabeça de Pezão. O brasileiro foi para o chão, praticamente indefeso, e Mir o apagou no ground and pound.

Com o resultado da madrugada desta segunda-feira, Pezão passa a ter 7 derrotas em 25 combates. Seis delas foram por nocaute no primeiro round.

“Esperei muito, não posso esperar mais, mas fiz o que treinei”, lamentou Pezão. “Ele não estava de canhoto, estava de destro, e eu esperei o momento para contragolpear, mas foi ele que me pegou.”

Antonio Silva chegou ao combate pressionado por suas lutas anteriores. Ele teve duas derrotas e um no contest (luta sem resultado por conta de doping) e, apesar da moral de enfrentar apenas grandes nomes, havia sido nocauteado rapidamente por Andrei Arlovski no UFC Brasília, o que o abalou.

Pezão chegou a lutar pelo cinturão em maio de 2013 e perdeu para Cain Velásquez, e agora tem um longo caminho para se colocar novamente entre os cotados para tentar o título novamente.

Já Mir estava ainda pior, apesar de seu histórico de ter sido campeão duas vezes dentro do UFC. Foram quatro derrotas seguidas antes de chegar a Porto Alegre. Primeiro ele perdeu para Júnior Cigano, pelo cinturão, e depois para Daniel Cormier, Josh Barnett e Alistair Overeem, já alimentando a expectativa de uma demissão, aos 35 anos.

A noite foi ruim para os brasileiros nos cards preliminar e principal, com a maioria dos favoritos caindo. Edson Barboza, candidato a desafiante dos pesos leve, perdeu por pontos. O campeão do TUF Cezar Mutante e o vice Patolino sofreram nocautes brutais. Jéssica Andrade foi finalizada, e Iuri Marajó esteve irreconhecível.

 

 

 

Uol