Petrobras vai cortar pelo menos 30% do número de funções gerenciais

Petrobras vai cortar pelo menos 30% do número de funções gerenciais

Atravessando um dos piores momentos de sua história, a Petrobras vai cortar pelo menos 30% do número de funções gerenciais em áreas não operacionais. Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta quinta-feira (28), a estatal afirma que há cerca de 7,5 mil funções gerenciais aprovadas, das quais 5,3 mil em áreas não operacionais.

O corte faz parte da revisão do modelo de gestão e governança da estatal, divulgado nesta quinta-feira (28). As medidas podem resultar em uma redução de custos de R$ 1,8 bilhão por ano.

"A revisão do modelo ocorre em função da necessidade de alinhamento da organização à nova
realidade do setor de óleo e gás e da priorização da rentabilidade e disciplina de capital, além
de fortalecer a governança da Companhia através de maior controle e conformidade nos
processos e da ampliação dos níveis de responsabilização dos executivos", afirma a Petrobras no comunicado.

Além do corte de gerentes, a reestruturação envolve a fusão de áreas, centralização de atividades, novos critérios para a indicação de gerentes executivos e responsabilização formal de gestores por resultados e decisões.

Também serão criados seis comitês técnicos, compostos por gerentes executivos, que terão a função de analisar previamente e emitir recomendações sobre os temas que serão deliberados pelos diretores, que serão corresponsáveis nos processos decisórios.

Crise
 

No centro das investigações de corrupção da Operação Lava Jato, e sentindo os efeitos da alta do dólar e da queda dos preços internacionais do petróleo, a Petrobras viu o valor de suas ações caírem, no início da semana, ao menor valor desde agosto de 2003, vendidas a R$ 4,20.

Com dificuldades de caixa, a estatal também anunciou, há duas semanas, que reduziu seu plano de investimentos para o período 2015-2019 para US$ 98,4 bilhões – uma queda de US$ 32 bilhões, ou 24,5%, ante a projeção inicial.

 

 

 

 

G1