"Petrobras é a mais bem-sucedida empresa do país", defende Dilma Rousseff

"Petrobras é a mais bem-sucedida empresa do país", defende Dilma Rousseff

O discurso da presidente Dilma Rousseff, durante visita ao estado, foi um forte manifesto em defesa da Petrobras. Em meio às tentativas de instalação da CPI para investigar contratos da estatal no Congresso Nacional, inclusive com requerimento assinado pelo PSB, partido do ex-governador Eduardo Campos, a presidente disse que a empresa é um símbolo do país e que não se pode permitir que ações individuais e pontuais destruam a imagem dela. "A Petrobras é a mais bem-sucedida empresa do país. Ninguém vai conseguir tirar esse título dela", afirmou.

Afirmando que a Petrobras é "maior do que qualquer um de nós", Dilma garantiu que não ficará calada diante de uma campanha política contra a estatal. "Vamos seguir, mesmo com as mãos encharcadinhas de óleo, mas com muita esperança", disse. E citou que a empresa é a que mais investe em prospecção de petróleo do mundo.  

Citando o valor atual de mercado da empresa, R$ 98 bilhões, Dilma Rousseff disse que o governo dela e do ex-presidente Lula reergueram a empresa. "No início do governo Lula, ela valia no mercado R$ 15,5 bilhões. Hoje, mesmo com a crise internacional, o valor chega a R$ 98 bilhões. Ao contrário do passado, é a empresa que mais investe no Brasil. Esses números comprovam que os nossos governos reergueram a Petrobras", destacou.

Ela também disse que "prepararam todo o processo que conduziria a Petrobras para as mãos privadas. Até mesmo cogitando uma mudança de nome, da sigla Petrobras para Petrobrax. Tirando a parte mais importante da sigla".  

A presidente narrou fatos da história da indústria petrolífera no Brasil e a construção da Petrobras. Citou, por exemplo, as tentativas de privatização e sucateamento da estatal. "A Petrobras jamais vai se confundir com qualquer malfeito, com corrupção, de qualquer pessoa, das menos a mais graduadas", disse. Dilma também garantiu que haverá fiscalização de qualquer denúncia. "Nós estamos nos comprometendo que o que tiver que ser apurado vai ser apurado com o máximo de rigor e o que tiver quer ser punido será também punido com o máximo de rigor", completou. A presidente disse que os órgãos de controle e fiscalziaçao do Poder Judiciário, do Ministério Púublico, da Polícia Federal e daa Controladoria Geral da União estarão atentos para realizar a fiscalização.

Dilma Rousseff está em Pernambuco para cumprir dois compromissos. O primeiro foi o lançamento do navio Dragão do Mar, do Estaleiro Atlântico Sul, no Complexo de Suape. À tarde, a presidente vai a Serra Talhada, no Sertão do estado, para a inauguração da primeira etapa da Adutora do Pajeú. A obra vai beneficiar sete municípios - Serra Talhada, Calumbi, Flores, Carnaíba, Quixaba, Afogados da Ingazeira, Tabira e dois distritos: Nazaré do Pico, de Floresta, e Canaã, de Triunfo. A adutora, com recursos do Ministério da Integração Nacional, tem 210 quilômetros de extensão e será operada pela Compesa.