Petrobras aumenta produção em 8% no segundo trimestre, diz diretora

Petrobras aumenta produção em 8% no segundo trimestre, diz diretora

Petrobras produziu 2,134 milhões de barris de petróleo por dia (bpd) no Brasil no segundo trimestre, volume 8% maior que nos primeiros três meses de 2016, e trabalha duro para cumprir a meta traçada para este ano, disse à Reuters a diretora de exploração e produção da petroleira, Solange Guedes.

Em junho, a produção doméstica da empresa totalizou 2,2 milhões de bpd, alta de 1,8% ante maio e avanço de cerca de 5% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

A média do mês é a terceira maior média mensal de produção já registrada pela Petrobras. O crescimento deveu-se, principalmente, à entrada de novos poços conectados às plataformas Cidade de Maricá e Cidade de Itaguaí, no campo de Lula, nas áreas de Lula Alto e Iracema, respectivamente.

 

Solange frisou em entrevista, nesta segunda-feira, que os resultados estão em linha com o planejado.

"Está todo mundo muito feliz, mas tem que ponderar um pouco o seguinte: é aquilo que nós planejamos... Não é uma nota nem otimista, nem pessimista, ela é o que tinha que ser, porque se a gente não performar desse jeito, a gente não vai atingir a meta", afirmou a diretora de exploração e produção.

A empresa planeja produzir média de 2,145 milhões de bpd em 2016. Para isso, precisará entregar produção média de 2,235 milhões de bpd no segundo semestre, segundo cálculos enviados por Diego Mendes, analista do Itaú BBA, a clientes nesta segunda-feira.

Mendes, assim como outros analistas de bancos e corretoras, se reuniram nesta segunda com executivos da Petrobras para conversar sobre resultados da empresa.

Segundo Solange, a petroleira estatal está fazendo grande esforço para dar demonstrações visíveis de que irá trabalhar dentro da previsibilidade.

 

Retorno de plataformas
O aumento da produção no segundo trimestre, disse a executiva, aconteceu devido ao retorno de plataformas que estavam em manutenção e ao aumento da produção em campos do pré-sal, conforme já havia previsto em coletiva de imprensa recente.

No primeiro trimestre, a Petrobras produziu apenas 1,98 bpd, devido à concentração de um número expressivo de paradas para manutenção, que representou aproximadamente 5 por cento da produção. Para o ano, a empresa previu que o volume de paradas seria da ordem de 2,5 por cento da produção média do ano.

"Nós acreditamos que a Petrobras vai ser capaz de entregar seu guidance de produção", disse Mendes, na nota a clientes.

 

Previsões para o ano
Solange destacou que para cumprir a meta a Petrobras terá a contribuição de duas novas plataformas, do crescimento de algumas plataformas que ainda estão em aumento de produção e do menor volume de paradas para manutenção.

A plataforma Cidade de Saquarema, poderá entrar em operação ainda neste mês na área de Lula Central, e a plataforma Cidade de Caraguatatuba deverá operar em agosto, em Lapa.

No total, a empresa planeja contactar 39 novos poços na segunda metade do ano, segundo apresentação a analistas.

 

 

 

 

 

 

G1