Petistas processarão revista Veja por denúncia de esquema de desvio em ONG

Petistas processarão revista Veja por denúncia de esquema de desvio em ONG

Citados em denúncia da edição desta semana da revista Veja, o deputado federal Nelson Pelegrino (PT-BA), o senador Walter Pinheiro (PT-BA) e o candidato ao governo da Bahia Rui Costa (PT) dizem que vão processar a revista por calúnia e difamação.

Segundo a revista, os petistas supostamente teriam sido beneficiários de um esquema de desvio de recursos públicos para abastecer a campanha petista para a prefeitura de Salvador em 2008, através da ONG Instituto Brasil.

A denúncia é feita pela ex-presidente da ONG, Dalva Sele, que afirmou à revista que a entidade fora montada com o intuito de desviar recursos do Fundo Nacional de Combate à Pobreza naquela época.

Segundo a revista, R$ 6 milhões foram desviados da ONG para a campanha petista daquela ocasião, cujo candidato era o senador Walter Pinheiro.

A Veja diz que a ONG fora contratada por R$17,9 milhões pelo governo federal para a construção de 1.120 casas populares com dinheiro do fundo, mas parte dos recursos foi desviado.

Na nota da assessoria de imprensa, Nelson Pelegrino diz que a denúncia é mentirosa e sem provas, com o intuito de atingir a candidatura de Rui Costa para o governo da Bahia.

"O deputado federal Nelson Pelegrino (PT) repudiou com veemência a tentantiva de envolvimento do seu nome em reportagem "tendenciosa" da revista Veja sobre o Instituto Brasil. O deputado ressaltou que as declarações da ex-presidente da ONG, Dalva Sele, são mentirosas e que nem ela, nem a Veja, apresentaram provas da denúncia porque não existem. Para Pelegrino, "trata-se de armação pré-eleitoral, prática infelizmente antiga no nosso País. Todo mundo sabe à quem a Veja presta serviço". Pelegrino já constituiu advogado e vai processar criminalmente Dalva Sele, o repórter e a revista", diz a nota da assessoria do deputado. 

O próprio candidato Rui Costa afirma que vai acionar a publicação e a ex-presidente do instituto na Justiça por conta das denuncias.

"Envolver meu nome neste assunto faz parte de uma estratégia leviana e suja. Agora, eu quero que provem o meu envolvimento neste caso. É um desafio", afirmou Rui, por meio de nota.

O candidato petista ao governo da Bahia diz que os adversários políticos querem "usar uma revista aliada para repercutir no horário eleitoral gratuito" no momento que a candidatura dele está prestes a passar o líder nas pesquisas, Paulo Souto (DEM).

"A denúncia mostra o desespero dos partidos de oposição com o crescimento da nossa candidatura. Desafio qualquer um a provar minha relação com o caso”, disse o candidato à sucessão do governador Jacques Wagner.

O senador Walter Pinheiro também disse em nota que vai acionar a Justiça contra a ex-presidente da ONG.

"Em sete campanhas que fiz jamais conheci e tive contato com essa pessoa. Se ela declara ter relações com o partido ou pessoas próximas, não eram comigo. Ela não pode ver um monte de injúria com meu nome", declarou o senador por meio de nota oficial.


 

Terra