PEN decide que diretórios estaduais terão autonomia na formalização de alianças para as eleições deste ano

O Conselho Nacional Deliberativo do Partido Ecológico Nacional (PEN-51) decidiu, durante reunião realizada na tarde deste segunda-feira (24),  na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo,  que os diretórios e comissões terão autonomia para decidir apoios para as eleições de outubro próximo.

O diretório nacional também definirá o posicionamento em relação a disputa pela presidência da República.

O deputado estadual da Paraíba, Ricardo Marcelo, presidente do Conselho Deliberativo do PEN, informou que cada estado tem uma realidade diferenciada, ficando mais fácil para os dirigentes partidários e filiados definir o melhor projeto político a abraçar.

Além da Paraíba, que tem a Presidência, o Conselho conta com integrantes do PEN de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Acre, Maranhão, Tocantins, Pará, Mato Grosso, Paraná, Espírito Santo e Distrito Federal. Todas as decisões nacionais que serão tomadas pela legenda passam pela entidade.

Ricardo Marcelo, que também preside a Assembleia Legislativa da Paraíba, disse que o PEN vem desenvolvendo um trabalho sério e consistente junto à população. De acordo com ele, a legenda tem um projeto pautado no desenvolvimento e na sustentabilidade para o país.

 

 

Fonte: PBHOJE e Assessoria