PB tem 51 açudes em situação crítica e seis sangrando

PB tem 51 açudes em situação crítica e seis sangrando

Apesar das fortes chuvas que ocorreram no mês passado, dos 125 açudes monitorados pela Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado (Aesa), 51 estão com menos de 5% da capacidade máxima. Outros 32 estão com menos de 20% do volume total, 36 têm mais de 20% e seis estão sangrando.

De acordo com o setor de Monitoramento e Hidrometria da Aesa, durante o mês de maio os maiores índices pluviométricos foram registrados na faixa litorânea, com destaque para as cidades de Alhandra (367,8 mm), João Pessoa (344,6 mm), Cabedelo (333,1 mm) e Conde (280,8mm).

“Nosso maior déficit continua sendo nas regiões do Cariri, Sertão e Alto Sertão, onde parte dos açudes secou. Daí a necessidade de fazermos um controle rígido sobre a água que ainda está disponível nesta região, priorizando o abastecimento humano e animal. Como as últimas chuvas se concentraram no Litoral, o que é comum nesta época do ano, a situação desta região é bem melhor, inclusive com alguns açudes cheios”, explicou o presidente da Aesa, João Fernandes da Silva.

Os reservatórios que estão sangrando são Araçagi, localizado na cidade de mesmo nome, com capacidade para 63 milhões de metros cúbicos; Gramame/Mamuaba, que fica no município do Conde e comporta quase 57 milhões de metros cúbicos; Jangada, em Mamanguape, com 470 mil metros cúbicos; São Salvador, em Sapé, com 12 milhões de metros cúbicos; Saulo Maia, em Areia, com quase 10 milhões de metros cúbicos e Suspiro, em Serra da Raiz, com 276 mil metros cúbicos.

 

 




Fonte Portal Correio