Patos confirma 26 casos de chikungunya. Só no primeiro trimestre de 2016 foram notificados 554 casos

Patos confirma 26 casos de chikungunya. Só no primeiro trimestre de 2016 foram notificados 554 casos

A Secretaria Municipal de Saúde por meio da Vigilância Epidemiológica divulgou na tarde desta sexta-feira, dia 1° de abril, o boletim do primeiro trimestre de 2016 das notificações de casos de viroses relacionadas ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus.

De acordo com o coordenador da Vigilância Epidemiológica de Patos, José Rodrigues de Amorim, Patos já registrou 554 casos notificados, nos quais as pessoas apresentam a sintomatologia comum das doenças transmitidas pelo mosquito.

“Nós estamos fazendo a sorologia por amostragem, os casos que temos são os que estão dentro do sistema, afora aqueles que ainda não foram lançados, e aqueles que a população não notificou. Contudo, deste total foram enviadas 70 amostras para testagem no LACEN, e nós já recebemos o resultado de 30, e destes 30, 26 deram sorologia positiva para chikungunya. As outras quatro amostras continuam em investigação, pois deram negativas para chikungunya, e serão testadas para dengue,” detalhou.

Ainda segundo Amorim, com base nesses índices é possível analisar o restante das amostras traçando o vínculo epidemiológico através da sintomatologia compatível com chikungunya, ou dengue. Ou seja, será possível chegar à definição da epidemia que está instalada na cidade com base na estatística das amostragens testadas, como também de acordo com os sintomas apresentados pelos demais pacientes notificados.

“Como nós trabalhamos com estatística dos casos, não é viável fazer a testagem clínica de todas as amostras, assim o processo seria longo e dispendioso e talvez não chegássemos a um denominador comum, que é encontrar uma resposta para a população,” explicou.

 

 

 

 

 

Patos Online