Paraíba tem 73 açudes com menos de 20% da capacidade total e 16 estão completamente secos

Paraíba tem 73 açudes com menos de 20% da capacidade total e 16 estão completamente secos

As chuvas caídas nos últimos dias em toda a Paraíba têm animado os paraibanos e até chegou a elevar o nível de alguns reservatórios. Porém, ainda é preciso economizar muito porque 73 dos 123 açudes monitorados pela Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) ainda estão com menos de 20% de sua capacidade total. Desses, 38 já secaram ou estão perto de secar. Significa que 59,34%  dos mananciais do Estado ainda preocupam e os colocam em situação de observação, sendo que 30,64% estão com apenas 5% de sua capacidade total ou já se esvaziaram.

Dezesseis reservatórios estão completamente secos, de acordo com dados da Aesa. São eles: Algodão de Jandaíra, Jandaia (Bananeiras), Bichinho (Barra de São Miguel), Bom Jesus (Carrapateira), Boqueirão do Cais (Cuité), Gurjão, Serrote (Monteiro), Olivedos, OuroVelho, Caraibeiras (Picuí), Riacho de Santo Antônio, Santa Luzia, Serra Branca, São José IV (São José do Sabugi), Chupadouro I (São João do Rio do Peixe) e Taperoá II.

O açude Epitácio Pessoa, conhecido por Boqueirão, um dos principais reservatórios do Estado, tem apenas 20,5% de água. Com uma capacidade total de 411.686.287 milhões de metros cúbicos o manancial está somente com 84.508.544 mil, atualmente.

Mas em 48 açudes a situação é menos preocupante, já que eles estão acima dos 20% de toda a sua capacidade. João Pessoa é uma das localidades que tem seu reservatório quase cheio. O açude de Marés está 93,3% cheio.

Um açude está sangrando, o Cafundó, em Serra Grande. Porém, a sua capacidade é pequena, de apenas 313.680 metros cúbicos.

 

 

 

 

Nice Almeida