Paraíba produzirá iogurte de leite de cabra sem lactose

Paraíba produzirá iogurte de leite de cabra sem lactose

A Superintendência Federal da Agricultura na Paraíba (SFA-PB) expediu Registro do Serviço Inspeção Federal (S.I.F) para a empresa Laticínio La Belle Chèvre Ltda que produzirá um iogurte à base de leite de cabras sem lactose e sem adição de açúcar.


"A nova empresa obteve o registro no S.I.F. em tempo recorde, cerca de sete meses, porque seguiu à risca todas as normas brasileiras", afirma Antonio Hybernon da Silva, fiscal federal agropecuário responsável pelo Serviço de Inspeção de Saúde Animal (SISA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).


O produto, a ser colocado no mercado nordestino nas próximas semanas, será fabricado na cidade de Pilar (PB), numa propriedade rural com quase sete hectares, no agreste paraibano. Segundo o empresário Fernando Antônio Bezerra, a produção inicial será de 200 litros por dia, sendo que a indústria terá capacidade de produzir mil litros diariamente.


O leite será produzido pelo rebanho caprino da própria indústria, que possui 80 cabeças da raça leiteira Saanen, criadas em regime de confinamento intensivo. "Seguimos todas as exigências técnicas do MAPA, que nos deu um apoio fundamental para montar o laticínio, desde as especificações das instalações, sala de ordenha, capril, resfriamento, armazenagem, embalagem e outros detalhes técnicos. A Emater da Paraíba também foi uma boa parceira nossa", diz Susana Maria Pinto Bezerra, engenheira de alimentos e sócia do empreendimento, que teve um investimento privado de cerca de R$ 2 milhões.


"Percebemos que havia uma lacuna na cadeia produtiva de caprinos na região, especialmente para derivados de produtos finos, então resolvemos investir nos iogurtes e queijos especiais à base do leite de cabra. O iogurte da La Belle é adequado para pessoas com dificuldades de digestibilidade, com intolerância à lactose e à proteína do leite bovino. A empresa produzirá iogurtes com sabor natural e morango", detalha Susana, que seguiu ainda as recomendações contidas no manual G-100 da Associação Brasileira das Pequenas e Médias Cooperativas e Empresas de Laticínios.


As cabras estão instaladas num espaço fechado com piso ripado e totalmente coberto para evitar umidade, já que a raça prefere ambientes mais secos. Na propriedade foram plantadas espécies forrageiras, leguminosas e palmas, para a alimentação do rebanho, que será complementado com concentrados industrializados adquiridos no mercado de rações.


"O registro do S.I.F. é uma espécie de selo especial homologado pelo MAPA que surgiu em 1915, quando foi editado o primeiro regulamento para a criação do serviço de inspeção dentro dos estabelecimentos processadores. Até receber o carimbo do S.I.F, o produto atravessa diversas etapas de fiscalização e inspeção, cujas ações são orientadas e coordenadas pelo MAPA", diz a médica veterinária e fiscal federal agropecuária responsável pela área de leite do SISA da SFA-PB. Elisangela Luiza de Souza Marques.


Ela diz que o serviço é responsável por garantir produtos de qualidade com certificação sanitária para o consumidor, respeitando as legislações nacionais e internacionais vigentes, o que habilita as empresas certificadas para a exportação dos produtos numa etapa futura.


QUEIJOS
Num segundo momento, a La Belle vai iniciar a produção de queijos finos, especialmente Boursin, Chevrotin, Crotin, Saint Maure, Pyramid e o do tipo Feta. "Estamos mirando a cadeia de delicatéssens e padarias diferenciadas. É um investimento pioneiro no Nordeste", afirma Fernando Antônio.

 

 

 

 

Assessoria